SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 issue12The Indubrasil breed in the Brazilian Northeast: breeding and population structureAnalysis of the relationships of growth curve and productive efficiency of Holstein-Friesian cows author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Zootecnia

Print version ISSN 1516-3598

Abstract

CASTILHO, Erick Fonseca de et al. Uso de própolis e ácido ascórbico na criopreservação do sêmen caprino. R. Bras. Zootec. [online]. 2009, vol.38, n.12, pp. 2335-2345. ISSN 1516-3598.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-35982009001200007.

Os objetivos neste estudo foram verificar se a própolis e o ácido ascórbico têm efeito sobre a integridade da membrana plasmática dos espermatozoides de caprinos e investigar o potencial desses antioxidantes no uso de meios diluidores de criopreservação de sêmen caprino. Foram utilizados cinco bodes adultos das raças Alpina (n = 2) e Saanen (n = 3). Após a coleta de sêmen, realizaram-se o exame físico do sêmen e morfológico dos espermatozoides, o teste supravital e o teste hiposmótico. Em seguida, o sêmen fresco foi diluído com o diluidor Bioxcell® (controle); Bioxcell® + 0,25% de extrato liofilizado de própolis; Bioxcell® + 0,5% de extrato liofilizado de própolis; Bioxcell® + 0,05% de ácido ascórbico; ou Bioxcell® + 0,25% de ácido ascórbico. Após as diluições finais, foram avaliados a motilidade e o vigor espermático obtidos com cada diluidor e posteriormente o sêmen foi submetido a envase, resfriamento e congelamento. No sêmen fresco, os aspectos físicos e morfológicos e os resultados dos testes supravital e hiposmótico não diferiram entre os animais nem entre raças. As médias gerais de motilidade e vigor espermático e dos testes supravital e hiposmótico obtidos logo após o descongelamento e após 3 horas de teste de termorresistência diferiram entre si, de modo que o diluidor contendo ácido ascórbico e o controle foram similares e superiores àqueles contendo própolis. O ácido ascórbico mantém a integridade estrutural da membrana dos espermatozoides durante o processo de criopreservação, bem como sua viabilidade após o teste de termorresistência, e pode ser uma alternativa na composição de diluentes para criopreservação de sêmen caprino; a própolis não é eficaz na manutenção da integridade e da viabilidade espermática pós-descongelamento e é tóxica aos espermatozoides nas concentrações de 0,25 e 0,5%.

Keywords : ácido ascórbico; antioxidantes; caprinos; criopreservação; própolis; sêmen.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese