SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 issue1Production and chemical composition of the milk from crossbred Moxotó goats supplemented with licuri or castor oilThermal comfort and performance of chicks submitted to different heating systems during winter author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Zootecnia

On-line version ISSN 1806-9290

Abstract

SILVA, Aderbal Marcos de Azevêdo et al. Composição corporal e exigências líquidas de proteína e energia para ganho de peso de cordeiros em pastejo. R. Bras. Zootec. [online]. 2010, vol.39, n.1, pp. 210-216. ISSN 1806-9290.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-35982010000100028.

Este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar a composição corporal em gordura, proteína e energia e as exigências nutricionais para ganho de peso em cordeiros em sistema de pastejo na região semi-árida. Foram utilizados 32 cordeiros Santa Inês, castrados, com peso inicial de 15,8 kg ± 1,4 kg e idade variando entre 3 e 4 meses. Desses animais, oito cordeiros foram abatidos no início do experimento, como animais-referência, para determinação da composição corporal inicial na metodologia do abate comparativo. Os 24 animais remanescentes foram utilizados em delineamento em blocos casualizados, com três tratamentos e oito blocos. Cada um dos oito blocos experimentais foi composto inicialmente de três cordeiros de 15 kg, aos quais foram aplicados os tratamentos (0,0, 1,0 e 1,5% do peso vivo do animal de suplementação diária com mistura concentrada composta de fubá de milho, farelo de soja e mistura mineral, ajustada para ganho de peso médio diário estimado em 200 g) aleatoriamente designados. Quando um dos animais de cada lote atingiu 30 kg de peso, os três animais do lote foram abatidos. Os valores estimados de composição corporal variaram de 171,59 a 145,84 g de proteína/kg de peso do corpo vazio (PCV); 0,53 a 319 g de gordura/kg de PCV; e 2,06 a 3,90 Mcal/kg de PCV para animais de 15 a 30 kg de PCV. As exigências líquidas para ganho médio de 200 g/dia variaram de 25,99 a 22,09 g de proteína e de 0,311 a 0,591 Mcal de energia para animais de 15 a 30 kg de PV, respectivamente. Cordeiros Santa Inês em pastejo na região semi-árida necessitam de mais proteína e menos energia que cordeiros confinados em regiões temperadas ou confinados em áreas tropicais como reportado na literatura.

Keywords : caatinga; ovinos; pasto nativo.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English