SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 suppl.speVinculação de energia na dieta e desenvolvimento do esqueleto do cavaloProgresso científico em pastagem na primeira década do século XXI índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Zootecnia

versão On-line ISSN 1806-9290

Resumo

WILLIAMS, Carey A.. Suplementação de antioxidantes para cavalos atletas. R. Bras. Zootec. [online]. 2010, vol.39, suppl., pp.145-150. ISSN 1806-9290.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-35982010001300017.

Evidência de estresse oxidativo em eqüinos tem sido descrita em artigos que lidam com exercícios intensos e de resistência. O estresse oxidativo ocorre quando sistemas antioxidantes são insuficientes, causando oxidação com potencial de danificar DNA, proteínas e lipídios, e contribui para mudanças degenerativas. A vitamina E é o antioxidante mais comumente suplementado em cavalos e tem sido demonstrado que cavalos em exercício condicionado podem exigir maior consumo dessa vitamina que o recomendado. A vitamina C também potencializa o efeito da vitamina E em várias espécies. No entanto, sob condições de mantença, os cavalos têm capacidade de sintetizar ácido ascórbico suficiente, a demanda aumenta enquanto o estresse sobre o corpo aumenta. Foi estimado para cavalos de competição (corrida) um consumo de 1,2 até 5 vezes os níveis de vitamina E recomendados para ingestão. Há correlação negativa entre a ingestão de vitamina E, creatinina quinase e aspartato aminotransferase nesses cavalos. Do mesmo modo, cavalos participantes de competições de três dias ingerem em média 50% a mais dos níveis recomendados de vitamina E. Apurou-se, também, que a ingestão de vitamina E é negativamente correlacionada com marcadores inflamatórios. No entanto, grandes doses de vitamina E, cerca de 10 vezes o recomendado, poderiam interferir na absorção de beta-caroteno. Embora alguns estudos têm mostrado que os benefícios da suplementação de ácido lipóico na resistência de cavalos treinados são semelhantes aos da vitamina E, outros estudos não mostraram nenhum benefício da suplementação com superóxido desmutase, em exercícios intensos de cavalos. As implicações deste vasto campo de trabalho mostram os benéficos potenciais para suplementação de vários antioxidantes, no entanto, antes de se comprovar a eficácia, devem ser realizados estudos específicos em outras espécies de cavalos.

Palavras-chave : ácido lipóico; equino; estresse oxidativo; vitamina E.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons