SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 issue5Morphogenic and structural characteristics of guinea grass pastures submitted to three frequencies and two defoliation severitiesFlowering and seed production of Lotus subbiflorus Lag. cv. El Rincón author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Zootecnia

On-line version ISSN 1806-9290

Abstract

DIFANTE, Gelson dos Santos et al. Características morfogênicas e estruturais do capim-marandu submetido a combinações de alturas e intervalos de corte. R. Bras. Zootec. [online]. 2011, vol.40, n.5, pp. 955-963. ISSN 1806-9290.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-35982011000500003.

Desenvolveu-se este estudo com o objetivo de avaliar o acúmulo de forragem e as características morfogênicas e estruturais do capim-marandu submetido a combinações de alturas e intervalos de corte. O experimento foi realizado no período de agosto de 2003 a abril de 2004. Os tratamentos corresponderam a combinações entre duas alturas (15 e 30 cm) e três intervalos de corte (tempo correspondente para o aparecimento de três, quatro e cinco folhas por perfilho) e foram alocados às unidades experimentais em arranjo fatorial 2 × 3 e delineamento de blocos completos casualizados com três repetições. Foram avaliados o acúmulo total de forragem, o acúmulo de lâminas foliares, colmos e material morto, as variáveis morfogênicas e as estruturais, assim como a altura do dossel no pré-corte e a duração do período de rebrotação. O corte a 15 cm resultou em menor período de rebrotação, altura pré-corte, alongamento de colmo e tamanho final da folha e maior densidade populacional de perfilhos em comparação ao corte a 30 cm. O intervalo de corte correspondente ao aparecimento de cinco folhas por perfilho resultou em maiores alturas pré-corte, taxas de alongamento de folhas, tamanho final das folhas e acúmulo de colmos e em menor densidade populacional de perfilhos em comparação aos intervalos correspondentes a três e quatro folhas surgidas por perfilho. A maior eficiência de utilização dos pastos de capim-marandu foi alcançada com cortes a 15 cm. Pastos manejados com intervalo de corte correspondente a três folhas surgidas por perfilho, independentemente da altura de corte avaliada, acumulam elevada quantidade de folhas, componente altamente desejável para alimentação animal.

Keywords : alongamento de folhas; altura do dossel; aparecimento de folhas; Brachiaria brizantha; ecofisiologia; produção de forragem.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese