SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 issue11Ingestive behavior and performance of female lambs grazing on Marandu palisadegrass under different stocking ratesAnalysis of genetic diversity of osteopontin gene in girolando cattle author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Zootecnia

On-line version ISSN 1806-9290

Abstract

ZANINE, Anderson de Moura et al. Características estruturais e acúmulo de forragem em capim-tanzânia sob pastejo rotativo. R. Bras. Zootec. [online]. 2011, vol.40, n.11, pp.2364-2373. ISSN 1806-9290.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-35982011001100012.

Esta pesquisa foi conduzida com o objetivo de avaliar as características estruturais e o acúmulo de forragem do capim-tanzânia (Panicum maximum cv. Tanzânia) sob pastejo rotativo e submetido às combinações de duas frequências de pastejo (tempo para o dossel atingir 90 ou 95% de interceptação da luz - IL) e duas alturas pós-pastejo (30 ou 50 cm). Adotou-se um arranjo fatorial 2 × 2 em delineamento de blocos completos casualizados com três repetições. As alturas pré-pastejo foram estáveis durante o período experimental (7/11/2005 a 12/10/2006) e corresponderam a 65 e 75 cm para metas de 90 e 95% de IL, respectivamente. Os pastos manejados com altura pós-pastejo de 50 cm e com 90% de IL apresentaram maior número de ciclos de pastejo em comparação àqueles submetidos à altura pós-pastejo de 30 cm e com 95% de IL. Padrão de resposta contrário ocorreu para o intervalo de pastejo. O acúmulo de lâmina foliar (LF) foi maior no verão, intermediário no final da primavera e menor no outono e no inverno e início da primavera. O acúmulo de FT e de LF foi maior nos pastos manejados com 30 cm de altura pós-pastejo em comparação àqueles com 50 cm. Por outro lado, os efeitos da condição pré-pastejo no acúmulo de FT dependeu do resíduo usado. Os níveis de IL (90 ou 95%) não influenciaram o acúmulo de lâminas foliares. As combinações de intensidades e frequências de pastejo resultaram em pouca variação na composição morfológica da forragem, exceto no outono, quando se observou maior percentual de material morto em pastos manejados com 50 cm de altura pós-pastejo em comparação àqueles sob 30 cm de resíduo. O pastejo rotativo do capim-tanzânia deve ser iniciado com 95% de IL pelo dossel e encerrado com 30 cm de altura pós-pastejo. Quando necessário, e para gerar flexibilidade no manejo do pastejo, o capim-tanzânia pode ser pastejado com 90% de IL pelo dossel.

Keywords : acúmulo de forragem; altura do pasto; interceptação de luz; manejo do pastejo.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License