SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 issue3Therapeutic factors in a support group of psychiatric outpatients author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Psiquiatria

Print version ISSN 1516-4446On-line version ISSN 1809-452X

Abstract

LOPES, Claudia S  and  FAERSTEIN, Eduardo. Confiabilidade do relato de eventos de vida estressantes em um questionário autopreenchido: Estudo Pró-Saúde. Rev. Bras. Psiquiatr. [online]. 2001, vol.23, n.3, pp.126-133. ISSN 1516-4446.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462001000300004.

OBJETIVO: Avaliar a confiabilidade do relato de eventos de vida estressantes (EVE), integrantes de um questionário multidimensional preenchido por uma amostra de funcionários de uma universidade pública. MÉTODOS: Utilizou-se um desenho de estudo de confiabilidade teste-reteste, com um intervalo de duas semanas entre as duas aferições, como parte de um estudo-piloto realizado em uma amostra de 192 funcionários contratados de uma universidade pública no Rio de Janeiro. A avaliação dos EVE foi feita por meio de perguntas fechadas, com respostas dicotômicas, cobrindo os seguintes eventos nos 12 meses anteriores: doença séria; internação hospitalar; morte de parente próximo; problemas financeiros severos; mudança forçada de moradia; separação/divórcio; agressão física; assalto/roubo; e experiência de diversos tipos de discriminação. A análise da confiabilidade foi feita com estratificação por gênero e escolaridade dos respondentes, utilizando-se o coeficiente kappa. RESULTADOS: Os resultados mostraram uma confiabilidade "substancial" a "quase perfeita" (kappa entre 0,62 e 1,00), para homens e mulheres, nas questões referentes a: internação hospitalar, falecimento de parente próximo, dificuldades financeiras severas, rompimento de relação amorosa e assalto/roubo. Para a maioria do eventos, houve diferenças importantes nos valores do kappa segundo o grau de escolaridade dos respondentes; para a maioria das perguntas, o grupo com maior escolaridade obteve melhores resultados. CONCLUSÃO: Os achados sugerem que a utilização de perguntas discretas sobre EVE em um questionário para autopreenchimento é adequada, com a maioria das questões apresentando boa estabilidade quando aplicada a adultos de diferentes níveis de escolaridade.

Keywords : Confiabilidade e validade; Eventos estressantes; Estresse; Instrumentos de aferição.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License