SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 número2Presença de receptores dopaminérgicos D4 em córtex cerebral humano: um estudo post-mortemHipotireoidismo subclínico: transtornos e sintomas psiquiátricos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista Brasileira de Psiquiatria

versão impressa ISSN 1516-4446

Resumo

DIEMEN, Lisia von; SZOBOT, Claudia Maciel; KESSLER, Felix  e  PECHANSKY, Flavio. Adaptação e validade de constructo da escala de impulsividade de Barrat (BIS 11) para o português do Brasil para o uso em adolescentes. Rev. Bras. Psiquiatr. [online]. 2007, vol.29, n.2, pp. 153-156.  Epub 14-Nov-2006. ISSN 1516-4446.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462006005000020.

OBJETIVO: A impulsividade está associada a diversos transtornos psiquiátricos. A escala de impulsividade de Barratt é uma das mais utilizadas para medir impulsividade mas não há uma versão validada em português. O objetivo do estudo é adaptar para o português e realizar a validação de construto da escala de impulsividade de Barratt para adolescentes. MÉTODO: A escala foi traduzida e adaptada para o português e retro-traduzida para o inglês. Foram avaliadas propriedades psicométricas, análise fatorial e validade de constructo em duas amostras: 18 estudantes de medicina bilíngües e 464 adolescentes masculinos, entre 15 e 20 anos, de uma região geograficamente delimitada de Canoas, sul do Brasil. RESULTADOS: A média de idade dos adolescentes foi de 17,3 ± 1,7 anos. O coeficiente de correlação intraclasse foi de 0,90 e a consistência interna teve a de 0,62 para os 30 itens. A análise fatorial não identificou os três fatores da escala original. Os escores de impulsividade da escala de impulsividade de Barratt versão 11 foram correlacionados com os escores para os transtornos de déficit de atenção e hiperatividade, oposicional desafiante, e para o número de sintomas de transtorno de conduta, conferindo validade de constructo à escala. CONCLUSÃO: Mesmo considerando as limitações da versão brasileira, a escala de impulsividade de Barratt versão 11 pode ser utilizada em adolescentes masculinos e deve ser testada em outras populações.

Palavras-chave : Comportamento impulsivo; Adolescente; Homens; Psicometria; Brasil.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês