SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 issue2Seasonality of suicide in the city of Sao Paulo, Brazil, 1979-2003Bipolar disorder first episode and suicidal behavior: are there differences according to type of suicide attempt? author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Brazilian Journal of Psychiatry

Print version ISSN 1516-4446On-line version ISSN 1809-452X

Abstract

FERIGOLO, Maristela; STEIN, Airton T.; FUCHS, Flavio D.  and  BARROS, Helena M. T.. Influência de depressão e experiências adversas na dependência de drogas ilícitas: um estudo de caso-controle. Rev. Bras. Psiquiatr. [online]. 2009, vol.31, n.2, pp.106-113. ISSN 1516-4446.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462009000200005.

OBJETIVO: O objetivo do presente estudo foi investigar a associação entre depressão e dependência de drogas ilícitas entre a população Latino-Americana. MÉTODO: Indivíduos dependentes de drogas ilícitas (n = 137) e controles (n = 274) foram entrevistados pela Entrevista Diagnóstica para Estudos Genéticos para investigar desordem depressiva corrente, ou durante sua vida, e dependência de drogas ilícitas (cocaína, maconha ou inalantes). Análise de regressão logística foi usada para estimar a razão de chances para dependência de drogas levando em conta o diagnóstico de depressão. RESULTADOS: O diagnóstico de depressão durante sua vida (p = 0,001; OR = 4,9; 95% CI, 1,9-12,7) prediz a dependência de drogas ilícitas. Os dados sociodemográficos sexo masculino (p < 0,001; OR = 36,8; 95% CI, 11,8-114) e situação ocupacional (p = 0,002; OR = 5,0; 95% CI, 1,8-13), e a dependência de álcool (p = 0,01; OR = 3,4; 95% CI, 1,3-8,7) influenciam significativamente a depressão e a dependência de drogas. Ainda, outros fatores importantes que influenciam são ter pais (p = 0,006; OR = 18,9; 95% CI, 2,3-158) ou amigos (p < 0,001; OR = 64,4; 95% CI, 6,5-636) dependentes de drogas ilícitas. CONCLUSÃO: O delineamento utilizado não possibilitou evidenciar a seqüência de eventos no processo de causalidade. No entanto, a variável depressão ocorreu com maior freqüência após a iniciação do uso de drogas. Sugere-se a realização de estudos para avaliar se a depressão é uma comorbidade da dependência ou uma conseqüência do abuso de drogas ou abstinência.

Keywords : Dependência; Drogas ilícitas; Depressão; Fatores de risco; Estudos de casos e controles.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License