SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 número4Diferenças de gênero nas associações de trauma na infância e apego no transtorno do pânicoO gene do receptor GABA A- γ2 (GABRG2) no transtorno obsessivo-compulsivo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Psychiatry

versão impressa ISSN 1516-4446versão On-line ISSN 1809-452X

Resumo

MAIA, Berta Rodrigues et al. Perfeccionismo no transtorno obsessivo-compulsivo e nos transtornos alimentares. Rev. Bras. Psiquiatr. [online]. 2009, vol.31, n.4, pp.322-327.  Epub 07-Ago-2009. ISSN 1809-452X.  https://doi.org/10.1590/S1516-44462009005000004.

OBJETIVO: Este estudo tem dois objetivos principais. Primeiro, avaliar as dimensões do perfeccionismo no transtorno obsessivo-compulsivo e nos transtornos alimentares em comparação com duas amostras controle: psiquiátrica (depressão/ansiedade) e não clínica. Segundo, avaliar se o perfeccionismo é um traço de personalidade especificamente relacionado com estas diferentes condições clínicas. MÉTODO: 39 pacientes com transtorno obsessivo-compulsivo, 24 com transtornos alimentares, 65 com um diagnóstico de depressão e/ou ansiedade (todos estes pacientes encontravam-se em regime de ambulatório) e 70 controles não clínicos completaram a versão portuguesa da Multidimensional Perfectionism Scale. RESULTADOS: Comparativamente à amostra não clínica, todas as amostras clínicas apresentaram níveis significativamente mais elevados na Multidimensional Perfectionism Scale total, no Perfeccionismo Auto-Orientado e no Perfeccionismo-Socialmente-Prescrito. Não houve diferenças estatisticamente significativas no Perfeccionismo-Auto-Orientado e na Multidimensional Perfectionism Scale total nas três amostras clínicas. No entanto, a amostra com transtornos alimentares apresentou níveis significativamente mais elevados de Perfeccionismo-Socialmente-Prescrito, comparativamente à transtornos alimentares e à amostra psiquiátrica (depressão/ansiedade). CONCLUSÃO: O perfeccionismo revelou estar associado a uma grande variedade de condições psicopatológicas. Contudo, as diferenças encontradas entre a amostra de transtornos alimentares, de transtorno obsessivo-compulsivo e a psiquiátrica no Perfeccionismo-Socialmente-Prescrito necessitam de investigação subsequente no sentido de clarificar a especificidade desta dimensão com os transtornos alimentares.

Palavras-chave : Personalidade; Transtorno obsessivo-compulsivo; Transtornos alimentares; Depressão; Ansiedade.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons