SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 suppl.2Prediction of conversion to psychosis: review and future directionsIs clinical intervention in the ultra high risk phase effective? author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Psiquiatria

Print version ISSN 1516-4446

Abstract

YUNG, Alison R.  and  NELSON, Barnaby. Jovens em risco ultra alto de psicose: pesquisa na clínica PACE. Rev. Bras. Psiquiatr. [online]. 2011, vol.33, suppl.2, pp. s143-s160. ISSN 1516-4446.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462011000600003.

Nos últimos quinze anos, foram feitas tentativas para identificar prospectivamente indivíduos na fase prodrômica de esquizofrenia e outros transtornos psicóticos. A abordagem de risco ultra alto, baseada na combinação de fatores conhecidos de risco de traço e estado, tem sido a principal estratégia utilizada. A validação dos critérios de risco ultra alto levou em conta a pesquisa preditiva nessa população, em uma tentativa de identificar fatores de risco clínicos, neurocognitivos e neurobiológicos para o início de psicose. Também levou a uma série de estudos de intervenção nessa população, que incluíram o uso de medicação antipsicótica em baixa dose, terapia cognitiva e ácidos graxos ômega-3. Ainda que existam evidências razoáveis sobre a eficácia de estratégias de intervenção específicas nessa população, o tipo mais efetivo e sua duração ainda têm que ser determinados. Uma controvérsia atual no campo refere-se à inclusão de uma adaptação dos critérios de risco ultra alto (a síndrome de psicose atenuada) na próxima versão do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (Quinta Edição).

Keywords : Diagnóstico; Transtornos psicóticos; Esquizofrenia; Pesquisa biomédica; Terapia cognitiva.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese