SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.2 número1Efeitos do Coccídeostático lonóforo (Monensina ou Salinomicina), Bicarbonato de Sódio ou Potássio, ou Ambos, e Dissalicitato-Metileno de Bacitracina em Dietas para Frangos de Corte índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Poultry Science

versão impressa ISSN 1516-635Xversão On-line ISSN 1806-9061

Resumo

NASCIMENTO, MS et al. Comparação de Meios de Enriquecimento e de Plaqueamento Utilizados na Pesquisa de Salmonella em Carcaças de Frango e Fezes de Aves. Rev. Bras. Cienc. Avic. [online]. 2000, vol.2, n.1, pp.85-91. ISSN 1516-635X.  https://doi.org/10.1590/S1516-635X2000000100012.

Este trabalho foi desenvolvido para avaliar, comparativamente, os caldos de enriquecimento Rapapport-novobiocina (RVN), selenito-cistinanovobiocina (SCN) e tetrationato-novobiocina (TN) e os meios para plaqueamento ágar Hektoen (HE), ágar MacConkey (MC), ágar Salmonella-Shigella (SS), ágar verde brilhante (VB) e ágar xilose lisina desoxicolato (XLD), utilizados no isolamento de Salmonella em carcaças de frango e fezes de aves. O procedimento bacteriológico consistiu das etapas de pré-enriquecimento, enriquecimento em caldos seletivos, plaqueamento, testes bioquímicos presuntivos e confirmação sorológica com soros polivalentes anti antígenos somáticos e flagelares de Salmonella.. As fezes foram experimentalmente contaminadas com 8 sorotipos de Salmonella (Agona, Anatum, Enteritidis, Havana, Infantis, Owakam, Schwazengrund e Typhimurium) e a concentração final foi aproximadamente de 1,2 x 102 ufc/g. As fezes foram inoculadas nos caldos enriquecedores e a partir daí, seguiu-se o mesmo procedimento utilizado para as carcaças. Os resultados referentes às carcaças de frango não foram estatisticamente diferentes (p>0,01) para os caldos e as placas. Todavia, verificou-se superioridade numérica em relação aos caldos SCN e TN sobre o caldo RVN, e em relação ao ágar XLD sobre os demais. Verificou-se também que com o emprego de dois caldos de enriquecimento e de dois meios para plaqueamento pode-se obter maior positividade. Quanto ao exame das fezes, o caldo TN mostrou-se superior aos demais (p>0,01), não havendo diferença (p>0,01) de resultados para os meios de plaqueamento. Os resultados sugerem que a utilização de mais de um meio de enriquecimento e de plaqueamento poderia aumentar as chances de isolamento de Salmonella.

Palavras-chave : Salmonella; enriquecimento; plaqueamento; isolamento; carcaça de aves; fezes.

        · resumo em Inglês     · texto em Português

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons