SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 issue4Comparison between auditory-perceptual and acoustic analyses in dysarthriasIdentification of chewing and swallowing changes in individuals submitted to partial glossectomy author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia

On-line version ISSN 1982-0232

Abstract

RODRIGUES, Fernanda Veloso; MONCAO, Fabiana Rodrigues Cerqueira; MOREIRA, Michelle Barroso Rocha  and  MOTTA, Andréa Rodrigues. Variabilidade na mensuração das medidas orofaciais. Rev. soc. bras. fonoaudiol. [online]. 2008, vol.13, n.4, pp.332-337. ISSN 1982-0232.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-80342008000400006.

OBJETIVO: Verificar o grau da variabilidade das medidas orofaciais, entre fonoaudiólogos especialistas em Motricidade Orofacial. MÉTODOS: Estudo longitudinal prospectivo, tendo 30 fonoaudiólogos especialistas em Motricidade Orofacial realizado, em dois momentos distintos, com uso de paquímetro digital, a mensuração de dez medidas orofaciais de um sujeito padrão. Foram comparados os dados inter e intra-examinador por meio das medidas de tendência central, das medidas de dispersão e de testes de hipóteses, com nível de significância de 5%. RESULTADOS: Nove dos dez parâmetros investigados foram considerados como homogêneos na avaliação inter e intra-observadores. A abertura máxima da boca com língua na papila apresentou coeficientes de variação altos, indicando dados heterogêneos, apesar dos valores de correlação inter-observadores terem sido considerados semelhantes. Já na avaliação intra-examinador para este parâmetro foi evidenciada uma diferença significante (p=0,0384). Na análise dos dados, observou-se ainda diferenças próximas ao ponto de corte estabelecido no estudo, na mensuração intra-observador do terço médio da face (p=0,0711) e da abertura máxima da boca (p=0,0677). Dentre as dez variáveis analisadas, não foi observada diminuição do coeficiente de variação da 1ª para 2ª mensuração apenas nos parâmetros terço médio da face e lábio superior. CONCLUSÃO: Não foi observada variabilidade nas mensurações orofaciais realizadas, exceto para o parâmetro abertura máxima da boca com língua na papila, indicando que dados produzidos por diferentes profissionais podem ser considerados parcialmente confiáveis.

Keywords : Antropometria; Face; Sistema estomatognático; Terapia miofuncional.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License