SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue1The influence of word extension and the position of speech disruption within the syllable structure in the speech of stuttering and fluent adolescents and adultsFollow-up of language development in infants with risk factors for hearing loss author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia

On-line version ISSN 1982-0232

Abstract

RODRIGUES, Lyvia Christina Camarotto Battiston; TAMANAHA, Ana Carina  and  PERISSINOTO, Jacy. Atribuição de estados mentais no discurso de crianças do espectro autístico. Rev. soc. bras. fonoaudiol. [online]. 2011, vol.16, n.1, pp.25-29. ISSN 1982-0232.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-80342011000100006.

OBJETIVO: Analisar a atribuição de estados mentais no discurso de crianças pertencentes aos Distúrbios do Espectro Autístico e verificar a modificação no vocabulário e extensão frasal desses, após período de terapia fonoaudiológica. MÉTODOS: Foram colhidas amostras de fala da avaliação fonoaudiológica inicial, após seis meses e um ano de terapia fonoaudiológica, registradas nos prontuários de cinco crianças com autismo infantil e cinco com síndrome de Asperger para caracterização do desempenho verbal e da habilidade de atribuição de estados mentais de cada criança. Considerando-se apenas as emissões espontâneas, foram verificadas as palavras pertencentes às classes substantivo e verbo e classificadas como termos que referem estados físicos e mentais. A comparação entre os três momentos foi realizada por meio da avaliação da significância entre as medianas das amostras obtidas (teste da mediana, com diferença significativa ao nível de 10%). RESULTADOS: Verificou-se aumento no número de palavras emitidas e também no número de palavras por frase emitida entre os períodos de avaliação e após um ano de terapia fonoaudiológica para crianças com autismo infantil. Não foram encontradas diferenças para a atribuição de verbos de estados físicos e mentais e substantivos de estados mentais para ambos os grupos, sendo observada diminuição na emissão de substantivos de estados físicos no grupo autismo infantil. CONCLUSÃO: A atribuição de estados mentais aumentou após período de intervenção terapêutica fonoaudiológica, porém, sem diferença significativa, verificando-se aumento no comportamento verbal de crianças com autismo infantil.

Keywords : Transtorno autístico; Síndrome de Asperger; Linguagem; Transtornos da linguagem; Reabilitação; Cognição.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf epdf ) | Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License