SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue1Sentences recognition thresholds in normal hearing individuals in the presence of inciding noise from different anglesExpressiveness on the radio: Speech-Language Pathology practices in question author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia

Print version ISSN 1516-8034

Abstract

DASSIE-LEITE, Ana Paula; LOURENCO, Luciana  and  BEHLAU, Mara. Relação entre dados ocupacionais, sintomas e avaliação vocal de operadores de telesserviços. Rev. soc. bras. fonoaudiol. [online]. 2011, vol.16, n.1, pp. 59-63. ISSN 1516-8034.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-80342011000100012.

OBJETIVO: Relacionar dados referentes a gênero, idade e tempo na função com os sintomas vocais e os resultados da avaliação vocal de operadores de telesserviços. MÉTODOS: Foi realizada análise retrospectiva e quantitativa de 404 prontuários referentes a avaliações periódicas de funcionários de instituições bancárias com centrais próprias constantes no arquivo de uma empresa de medicina ocupacional, 259 mulheres, 145 homens, com idades entre 18 e 53 anos (média 30,48). O estudo teve caráter exploratório descritivo. RESULTADOS: Mulheres apresentam maior quantidade de sintomas vocais (média 1,69) e alteração de voz (n=33; 12,7%) do que homens (média 1,12 e n=6; 4,1%). Não houve diferença entre quantidade de sintomas vocais e dados da avaliação perceptivo-auditiva quando relacionados à faixa etária e tempo na função. Funcionários com vozes neutras (n=365; 90,35%) apresentaram menor número de sintomas (1,41) que funcionários com vozes não neutras (n=39, 9,65%, média 2,21). Dos 39 funcionários com qualidade vocal não-neutra, 34 (87,2%) apresentaram ressonância laringo-faríngea e 21 (53,8%) apresentaram pitch agravado. Operadores com alteração vocal de grau moderado (n=12; 2,97%) apresentaram maior ocorrência de loudness aumentada em relação aos operadores com alteração discreta. CONCLUSÃO: Mulheres apresentam maiores índices de sintomas e alteração de voz. Não há relação entre o avanço da idade e maior tempo na função do teleoperador com o aumento do número de sintomas e alterações vocais. Alterações de pitch, loudness e ressonância têm relação com alterações de qualidade vocal.

Keywords : Voz; Qualidade da voz; Distúrbios da voz; Doenças profissionais; Serviços de atendimento.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese