SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número2Queixas de voz em agentes comunitários de saúde: correlação entre problemas gerais de saúde, hábitos de vida e aspectos vocaisDesvantagem vocal no canto: análise do protocolo Índice de Desvantagem para o Canto Moderno - IDCM índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia

versão On-line ISSN 1982-0232

Resumo

BARRETO, Thaise Marcela Mota; AMORIM, Geová Oliveira de; TRINDADE FILHO, Euclides Mauricio  e  KANASHIRO, Célia Akemi. Perfil da saúde vocal de cantores amadores de igreja evangélica. Rev. soc. bras. fonoaudiol. [online]. 2011, vol.16, n.2, pp.140-145. ISSN 1982-0232.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-80342011000200006.

OBJETIVO: Investigar o perfil de saúde vocal de cantores amadores de louvores evangélicos com relação a queixas, hábitos e dificuldades vocais vivenciados durante a prática do canto em indivíduos dos gêneros masculino e feminino. MÉTODOS: Participaram 55 sujeitos, com idade entre 18 e 50 anos, os quais responderam a um questionário auto-aplicável sobre identificação de hábitos vocais e possíveis queixas de voz falada e cantada. RESULTADOS: Os cantores religiosos evangélicos amadores relataram queixas relacionadas à voz, tais como rouquidão constante (43,6%), pigarro constante (43,6%), falhas na voz (34,5%), perda de voz (18,1%), garganta seca (18,1%), voz fraca (14,5%) e dor no pescoço e na nuca (12,7%). Durante a atividade de canto, as queixas mais reportadas foram as de dificuldades de alcançar notas agudas (45,4%), rouquidão (30,9%) e falhas na voz (29%). Os hábitos vocais expostos pelos cantores foram os relativos a falar muito (63,6%), ingerir gelado habitualmente em excesso (43,6%), falar alto (40%) e gritar com frequência (20%). Com relação à variável gênero, foram observadas diferenças significativas entre os grupos, relacionadas às variáveis falhas na voz, consumo de gelados e falar alto. CONCLUSÃO: Os cantores religiosos amadores, de ambos os gêneros, apresentam percentual expressivo de queixas e hábitos vocais que podem estar associados à falta de informações sobre os hábitos saudáveis de produção vocal e que podem contribuir para o desenvolvimento de alterações laríngeas e disfonia.

Palavras-chave : Voz; Disfonia: Qualidade da voz; Distúrbios da voz; Questionários.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons