SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número2Vocabulário expressivo e consciência fonológica: correlações destas variáveis em crianças com desvio fonológicoEficácia do programa de remediação metafonológica e de leitura para escolares com dificuldades de aprendizagem índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia

versão On-line ISSN 1982-0232

Resumo

SOUZA, Thaís Nobre Uchôa  e  AVILA, Clara Regina Brandão de. Gravidade do transtorno fonológico, consciência fonológica e praxia articulatória em pré-escolares. Rev. soc. bras. fonoaudiol. [online]. 2011, vol.16, n.2, pp.182-188. ISSN 1982-0232.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-80342011000200012.

OBJETIVO: Caracterizar o transtorno fonológico quanto à gravidade, consciência fonológica e praxia articulatória e investigar a existência de correlações entre essas variáveis, em um grupo de pré-escolares. MÉTODOS: Participaram 56 pré-escolares entre 4 anos e 6 anos e 11 meses, meninos e meninas, separados em Grupo Pesquisa (GP) e Grupo de Comparação (GC), respectivamente à presença ou ausência de alterações de fala. Foram aplicados: Teste de Linguagem Infantil ABFW: Fonologia; Consciência Fonológica: Instrumento de Avaliação Sequencial - CONFIAS; e o Protocolo de Avaliação das Praxias Articulatórias e Buco-faciais. Realizou-se o cálculo da Porcentagem de Consoantes Corretas - PCC para classificar a gravidade do transtorno fonológico. Os dados receberam análise estatística. RESULTADOS: Os pré-escolares com transtorno apresentaram desempenho inferior em tarefas de consciência fonológica e praxia articulatória quando comparados aos do GC. A gravidade correlacionou-se com consciência fonológica e praxia articulatória e esta com consciência fonológica nesses pré-escolares. Ambos os grupos mostraram correlação entre consciência fonológica total, consciência fonológica de sílaba e de fonema. CONCLUSÃO: O GP caracterizou-se pelo pior desempenho em consciência fonológica e praxia articulatória e pela presença de correlação entre a gravidade do transtorno, a consciência fonológica e a praxia articulatória.

Palavras-chave : Distúrbios da fala; Pré-escolar; Avaliação [métodos]; Índice de gravidade da doença; Transtornos da articulação.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons