SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número2Estudo prospectivo da deglutição na Mucopolissacaridose II (síndrome de Hunter) antes e após tratamento enzimáticoProcessos educativos em saúde vocal do professor: análise da literatura da Fonoaudiologia brasileira índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia

versão On-line ISSN 1982-0232

Resumo

BRETANHA, Andreza Carolina et al. Perfil pragmático longitudinal de uma criança no espectro da neuropatia auditiva. Rev. soc. bras. fonoaudiol. [online]. 2011, vol.16, n.2, pp.226-232. ISSN 1982-0232.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-80342011000200019.

A maior parte da comunicação humana depende da conversão de ideias em linguagem, envolvendo a interação de todos os seus componentes - fonológico, semântico, sintático e pragmático. A pragmática estuda a relação entre o significado social da linguagem e seu conteúdo semântico, manifestado pelo ato comunicativo em si. O espectro da neuropatia auditiva gera uma dessincronia na condução nervosa, contribuindo para o prejuízo na percepção da fala. Na criança deficiente auditiva, o processo de aquisição e desenvolvimento da linguagem pode ser estimulado com a intervenção. O objetivo dessa pesquisa foi realizar acompanhamento longitudinal do uso das habilidades pragmáticas de comunicação por uma criança com espectro da neuropatia auditiva. A criança realizou intervenção fonoaudiológica por três anos na área de Audiologia Educacional. Foram gravadas conversações espontâneas, ao início de cada ano, transcritas e analisadas segundo protocolo de habilidades comunicativas verbais. Na gravação inicial, a criança apresentou maior número de habilidade de respostas diretas; porém, estas foram ampliadas com o fornecimento de respostas mais complexas ao longo da intervenção. Na última gravação, já propõe novos tópicos de discurso, realiza narrativas e argumentações. O surgimento de habilidades comunicativas refinadas é explicado pelo desenvolvimento da linguagem, que é potencializado pela terapia com deficientes auditivos. Pode-se concluir que para o caso apresentado a intervenção fonoaudiológica proporcionou melhora nas habilidades pragmáticas de comunicação.

Palavras-chave : Neuropatia auditiva; Linguagem; Perda auditiva; Comunicação; Reabilitação dos transtornos da fala e da linguagem; Reabilitação de deficientes auditivos; Criança.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons