SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.43 issue5Gravimetric determination of soil organic matterCyanogenic glycosides in plants author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Brazilian Archives of Biology and Technology

Print version ISSN 1516-8913

Abstract

POLETINE, Juliana P. et al. Inheritance of resistance to races 69 and 453 of Colletotrichum lindemuthianum in the common bean. Braz. arch. biol. technol. [online]. 2000, vol.43, n.5, pp. 479-485. ISSN 1516-8913.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-89132000000500006.

Os cultivares AB 136 e G 2333 ambos resistentes às raças 69 e 453 de Colletotrichum lindemuthianum foram cruzados com os cultivares Michelite e Perry Marrow (suscetíveis à ambas as raças) e com Dark Red Kidney e Cornell 49242 (resistentes à ambas as raças) e, obtidas as gerações F1 e F2. As plantas foram inoculadas com uma suspensão de esporos, utilizando-se uma concentração de 1,2 x 106 esporos/ml de água. As reações das populações F1 e F2 evidenciaram que os cultivares Dark Red Kidney; Cornell 49242 e AB 136 possuem, respectivamente, os genes dominantes A (Co-1) Are (Co-2) e Co-6, os quais conferiram a resistência às raças 69 e 453. Os dados de segregação obtidos nas populações F2 indicaram que G 2333 carrega os genes dominantes de resistência Co-5 e Co-7. Os genes dominantes presentes em G 2333 e sua resistência às raças de C. lindemuthianum, poderão serem transferidos para cultivares suscetíveis com relativa facilidade.

Keywords : Phaseolus vulgaris; Colletotrichum lindemuthianum; anthracnose; resistance.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English