SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.53 número2Safety of Beauveria bassiana (Bals.) Vuill. to Gallus domesticus L.Catechol biodegradation kinetics using Candida parapsilopsis índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Brazilian Archives of Biology and Technology

versión impresa ISSN 1516-8913

Resumen

JESUS, Gisele Jane de; CORSO, Carlos Renato; CAMPOS, Adriana de  y  FRANCHETTI, Sandra Mara Martins. Biodegradation of erythrosin B dye by paramorphic Neurospora crassa 74A. Braz. arch. biol. technol. [online]. 2010, vol.53, n.2, pp. 473-480. ISSN 1516-8913.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-89132010000200028.

O presente trabalho utilizou formas paramorfogênicas de Neurospora crassa 74A linhagens, na remoção do corante "Erythrosin B". O fungo, induzido química e fisicamente em forma de "pellets", foi usado no estudo da biodegradação deste corante. A cultura fúngica foi crescida em meio contendo o corante, como única fonte de carbono por 2 e 90h de interação. As paredes celulares foram isoladas por um processo de lavagem em água destilada e o micélio fresco foi secado por 12 h a 105ºC, e transformado num pó fino, e analisado em FTIR. O sobrenadante foi analisado através de espectrofotômetro UV-VIS e FTIR. Diferenças significativas no espectro UV-VIS e no FTIR foram observadas entre o controle e o sobrenadante e entre o controle e as paredes coloridas de vermelho e em FTIR no tempo de 2 e 90 h. Algumas bandas foram modificadas sugerindo a possibilidade de uma biodegradação enzimática em função do tempo de contato entre o corante e a biomassa fúngica.

Palabras llave : Biodegradation; FTIR; Neurospora crassa; Paramorphic; Erythrosin.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · pdf en Inglés