SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 número1Influência do ciclo estral sobre a sensibilidade da resposta cronotrópica à norepinefrina em ratas submetidas a estresse agudoEfeito da temperatura de estocagem de leveduras de panificação sobre a atividade da glicerol-3-fosfato desidrogenase índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas

versão impressa ISSN 1516-9332

Resumo

TREITINGER, Aricio et al. Suplementação de N-acetilcisteína em pacientes infectados pelo HIV submetidos ao primeiro tratamento anti-retroviral: Avaliação do efeito sobre a carga viral, TNF-α, IL-6, IL-8, β2-microglobulina, IgA, IgG e IgM, haptoglobina e α1-glicoproteína ácida. Rev. Bras. Cienc. Farm. [online]. 2002, vol.38, n.1, pp.71-79. ISSN 1516-9332.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-93322002000100007.

Indivíduos infectados pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV- 1) apresentam aumento progressivo da carga viral, da destruição do sistema de defesa imune celular e alterações imunológicas e inflamatórias, incluindo a elevação dos níveis séricos do fator de necrose tumoral alfa (TNF-α), interleucina 8 (IL-8), β2- microglobulina, IgA, IgG e IgM, haptoglobina e α1-glicoproteína ácida.O objetivo deste estudo foi avaliar os níveis séricos destes marcadores em indivíduos submetidos ao primeiro tratamento antiretroviral, suplementados ou não com N-acetilcisteína. Participaram deste estudo, duplo cego controlado por placebo, que teve a duração de 180 dias, 24 indivíduos que iniciaram a terapia antiretroviral O Grupo Estudo foi constituído por 11 indivíduos, que receberam suplementação de 600 mg/dia de Nacetilcisteína enquanto o Grupo Controle foi constituído por 13 indivíduo que receberam placebo. Os níveis dos marcadores avaliados foram determinados no dia anterior ao início do tratamento a que foram submetidos e após 60, 120 e 180 dias. Verificou-se diminuição significativa dos níveis de TNF-α (p=0,0001), IL-6 (p>0,05), IL-8 (p=0,0001), β2-microglobulina (p=0,0005), IgA (p=0,007), IgG (p=0,001), IgM (p=0,0001), haptoglobina (p=0,0001) e α1-glicoproteína ácida (p=0.012) em decorrência do tratamento anti-retroviral. A suplementação com N-acetilcisteína, na dose utilizada neste estudo, não teve efeitos aditivos ou sinérgicos sobre as variáveis analisadas. Em conclusão, a suplementação de pacientes HIV-positivos com 600 mg/dia de N-acetilcisteína não proporcionou benefícios adicionais àqueles decorrentes do tratamento anti-retroviral.

Palavras-chave : AIDS; N-acetilcisteína; Glutationa; Interleucinas.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons