SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 issue3Evaluation of new polysaccharides networks for extended-release purposes: mesquite seed gum (MSG), xanthan gum and chitosanUtilization of a spouted bed for the application of enteric coating in hard gelatin capsules author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas

Print version ISSN 1516-9332

Abstract

CASTRO, Ana Dóris de et al. Efeito da concentração do amido de milho na liberação de paracetamol de comprimidos. Rev. Bras. Cienc. Farm. [online]. 2003, vol.39, n.3, pp. 289-297. ISSN 1516-9332.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-93322003000300008.

Este trabalho avaliou a influência da concentração de amido de milho nas características físicas e na liberação in vitro de paracetamol a partir de comprimidos. Os granulados foram analisados quanto à granulometria e densidades aparentes bruta e compactada e os comprimidos quanto ao peso médio, espessura, dureza, friabilidade, tempo de desintegração. Os comprimidos foram preparados a partir de granulados obtidos por granulação a úmido, utilizando cozimento de amido a 10% como agente granulante, segundo três formulações. Embora os comprimidos obtidos tenham apresentado características dentro dos limites farmacopéicos, os resultados indicam que variações da concentração de amido provocam diferenças nos diversos parâmetros físicos estudados. Concentração mais alta de amido em pó dá origem, provavelmente, à interação entre os componentes da fórmula, interferindo na liberação in vitro do fármaco. Isto demonstra a importância de se otimizar a concentração dos adjuvantes numa formulação de comprimidos, pois, embora uma pequena variação nesta concentração não exerça efeito significativo no tempo de desintegração, a quantidade de fármaco liberado pode ser substancialmente alterada.

Keywords : Comprimidos; Amido de milho; Paracetamol; Liberação in vitro.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese