SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 issue4Physico-chemical characterization of a phytosterol ester enriched margarineFatty acids composition, chemical centesimal composition and caloric value in raw and boiled mollusks with milk coconut in the city of Maceió, Alagoas, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas

Print version ISSN 1516-9332

Abstract

ROCHA, Liliana de O.; SOARES, Maria Magali S. R.  and  CORREA, Cristiana Leslie. Análise da contaminação fúngica em amostras de Cassia acutifolia Delile (sene) e Peumus boldus (Molina) Lyons (boldo-do-Chile) comercializadas na cidade de Campinas, Brasil. Rev. Bras. Cienc. Farm. [online]. 2004, vol.40, n.4, pp. 521-527. ISSN 1516-9332.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-93322004000400009.

A sociedade atual tem buscado a fitoterapia como um importante recurso terapêutico, sendo a avaliação da qualidade microbiológica destes produtos um requisito essencial, considerando a sua origem. Deste modo, o objetivo da pesquisa foi realizar a contagem e a identificação de fungos filamentosos em 20 amostras de folhas de Cassia acutifolia Delile (sene) e de Peumus boldus (Molina) Lyons (boldo-do-Chile) comercializadas em farmácias de manipulação e mercados da cidade de Campinas, Brasil, usando as técnicas microbiológicas clássicas. Os resultados obtidos evidenciaram que 45% das amostras analisadas se situavam fora dos padrões estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Não foram observadas diferenças significativas na análise quantitativa da contaminação fúngica entre amostras comercializadas em farmácias de manipulação e mercados, tanto para o boldo-do-Chile como para a sene. Os fungos identificados nestas amostras foram: Aspergillus, Penicillium, Phoma, Cladosporium, Trichoderma, Rhizopus, Mucor, Aureobasidium pullulans, Mycelia sterilia, Acremonium e Monilia sitophila. Estes resultados demonstraram o baixo nível de qualidade desses fitoterápicos, pois, além do elevado número de amostras contaminadas, foram identificados fungos de gêneros produtores de micotoxinas, como o Aspergillus e o Penicillium. Verifica-se a urgência na realização de adequado controle de qualidade microbiológico dos fitoterápicos e de implantação de fiscalização efetiva, para garantir a segurança e eficácia destes produtos.

Keywords : Produtos fitoterápicos; Controle de qualidade microbiológico; Fungos; Cassia acutifolia; Peumus boldus.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese