SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.44 número3Considerações sobre os medicamentos dispensados pelo SUS no município de Garruchos - RSAspectos morfoanatômicos e triagem fitoquímica de Plinia edulis (Vell.) Sobral (Myrtaceae) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas

versão impressa ISSN 1516-9332

Resumo

GERENUTTI, Marli et al. Performance reprodutiva e embriotoxicidade de ratos expostos à carbamazepina. Rev. Bras. Cienc. Farm. [online]. 2008, vol.44, n.3, pp.509-514. ISSN 1516-9332.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-93322008000300022.

Este trabalho teve como objetivo estudar os possíveis efeitos da administração da carbamazepina na gestação de ratas. A solução glicólica de carbamazepina foi administrada por via oral (20 mg/kg e 40 mg/kg), às ratas do 2º ao 19º dia de gestação. O grupo controle recebeu solução de propilenoglicol. Após a realização da cesária, no 20º dia, 50% dos filhotes foram fixados em Bouin e os outros 50% passaram por processo de diafanização. Estes estudos mostraram que embora a administração de carbamazepina tenha promovido redução do ganho de peso de ratas prenhes, não prejudicou a performance reprodutiva de fêmeas. Nos fetos, observou-se achatamento de tecidos moles e ossos do crânio, retardo no desenvolvimento ósseo do crânio, aumento da calcificação da cartilagem entre o quadril e o fêmur e redução no número de ossificações do esterno. Estes dados, tomados em conjunto, indicam que a administração de carbamazepina não promoveu alterações gerais sobre a performance reprodutiva de ratas, entretanto promoveu alterações significativas nos parâmetros de desenvolvimento esquelético de fetos.

Palavras-chave : Carbamazepina; Teratologia; Embriotoxicidade; Reprodução.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons