SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número2"Gente quer luzir": figurações de "um outro-real, um ultrarreal" no enfoque da pobreza índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Alea : Estudos Neolatinos

versão impressa ISSN 1517-106X

Resumo

PENNA, João Camillo. A Violência da poesia. Alea [online]. 2011, vol.13, n.2, pp. 205-226. ISSN 1517-106X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-106X2011000200002.

O artigo se propõe a ler três poemas do poeta carioca Armando Freitas Filho que giram em torno da temática da violência urbana recente. Para tanto, parte da leitura de alguns poemas políticos anteriores, escritos na época da ditadura militar, de autoria do mesmo poeta. A hipótese levantada pelo artigo é a de que a poesia, e especificamente a poesia de Armando Freitas Filho, dá um tratamento especial à figura da vítima, o novo sujeito da política, ao retirá-la do campo da visualidade em que a representação midiática a expõe, inserindo uma falha ou ponto irrepresentável, a partir do qual o poema se escreve.

Palavras-chave : Armando Freitas Filho; poesia; violência; Rio de Janeiro; vítima.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · pdf em Português