SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 número3The implementation of the Neuroid in the Gate Control System leads to new ideas about pain processingElectromagnetic interference reduction by dynamic impedance balancing applied to biosensors índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Engenharia Biomédica

versão ISSN 1517-3151

Resumo

MUNOZ, Ingrid Solange Sepúlveda et al. Efeito do laser vs LED na região do infravermelho próximo sobre a atividade muscular esquelética: estudo clínico. Rev. Bras. Eng. Bioméd. [online]. 2013, vol.29, n.3, pp.262-268. ISSN 1517-3151.  https://doi.org/10.4322/rbeb.2013.023.

INTRODUÇÃO: Estudos têm demonstrado a efetividade do laser no infravermelho (IV) sobre a atividade musculoesquelética. Contudo, não foram observados estudos sobre os efeitos da radiação emitida por um LED (Light Emitting Diode) no IV sobre a atividade do músculo masseter (MM, importante músculo da mastigação), sendo este o objetivo do presente estudo. MÉTODOS: Participaram do estudo 10 voluntários, os quais foram analisados por eletromiografia (atividade muscular, força e tempo de fadiga) e nível de lactato sanguíneo (mmol/L) após terapia placebo, laser (GaAlAs, 780 nm) e LED (GaAlAs, 880 nm). Os sinais obtidos previamente antes de realizadas as terapias foram tidos como controle. Os parâmetros de irradiação (laser ou LED) foram: potência de saída de 0,02 W, densidade de energia de 4 J/cm2, área do feixe de 0,2 cm2. Foram irradiados 8 pontos sobre o MM, de forma perpendicular e transcutânea, com distância de 1 cm entre os pontos. RESULTADOS: A atividade muscular foi significativamente maior pós-terapia laser e LED em relação aos valores controle. Não foram encontradas diferenças significativas nos valores de força, tempos de fadiga e níveis de lactato sanguíneo pós-terapia placebo, laser ou LED, quando comparados aos valores controle. CONCLUSÃO: Os resultados obtidos no presente estudo sugerem a otimização da atividade muscular com uso de terapia laser ou LED, sem causar efeitos colaterais, como a elevação de força e aumento dos níveis de lactato.

Palavras-chave : Músculo masseter; Fadiga muscular; Força muscular; Lactato; Laser; LED.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons