SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 issue12Ways of working and being in bank restructuringThe abjured roots of the human capital theory author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sociologias

On-line version ISSN 1807-0337

Abstract

ROSENFIELD, Cinara L.. Autonomia outorgada e apropriação do trabalho. Sociologias [online]. 2004, n.12, pp. 202-227. ISSN 1807-0337.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-45222004000200008.

O objetivo deste trabalho é discutir o significado da autonomia outorgada enquanto corolário organizacional de uma demanda de mobilização subjetiva. O trabalho vive a contradição entre a apologia da autonomia e uma organização do trabalho crescentemente normalizada, onde ser autônomo é a regra. O conceito de autonomia no trabalho lança mão de duas questões: a dimensão operacional e a dimensão identitária. A transformação do trabalho em um bem cuja possessão exige sacrifícios e a transformação do emprego em um privilégio culminam em uma sujeição da própria pessoa do trabalhador, sem se colocar realmente a questão da reapropriação do trabalho, o que a priori acompanharia a autonomia no trabalho. A questão central, no entanto, não pode se diluir neste paradoxo entre autonomia real e autonomia outorgada: a busca de autonomia situa-se fora da lógica econômica e dentro de uma lógica de valores e de conquista de sentido, enquanto que a autonomia outorgada inscreve-se em uma lógica instrumental.

Keywords : normalização do trabalho; autonomia outorgada; ganhos simbólicos; lógica instrumental.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License