SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 issue1Time course of virus-like particles (VLPs) double-stranded rna accumulation in toxigenic and non-toxigenic strains of Aspergillus flavusProtection by Lactobacillus acidophilus UFV-H2B20 against experimental oral infection with Salmonella enterica subsp. enterica Ser. Typhimurium in gnotobiotic and conventional mice author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Brazilian Journal of Microbiology

On-line version ISSN 1678-4405

Abstract

SCHOENLEIN-CRUSIUS, Iracema H. et al. Fungos anemófilos da região de Cubatão, São Paulo, Brasil. Braz. J. Microbiol. [online]. 2001, vol.32, n.1, pp. 61-65. ISSN 1678-4405.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-83822001000100014.

De março/1993 a março/1995, foram isolados fungos anemófilos no Vale do Rio Moji (afetada pela poluição aérea causada por indústrias de fertilizantes, metalúrgicas, fábricas de cimento e indústrias de produtos químicos, entre outras) e no Vale do Rio Pilões (área menos afetada pela poluição aérea), no município de Cubatão, Estado de São Paulo, Brasil, expondo placas-de-Petri, contendo meio de batata-dextrose-ágar, durante cinco minutos a aproximadamente um metro de altura do solo. Após cinco dias de incubação à 20ºC as colônias de fungos filamentosos foram purificadas e identificadas, resultando na obtenção de 39 táxons, três isolamentos não identificados de Fusarium e algumas culturas não esporulantes. O total de 28 táxons, um isolado não identificado de Fusarium e fungos não esporulantes (71 registros) foram isolados do Vale do Rio Moji e 29 táxons, dois isolados não identificados de Fusarium e fungos não esporulantes (72 registros) foram obtidos no Vale do Rio Pilões. De acordo com a freqüência de ocorrências dos fungos, na área poluída foram encontradas 17 espécies comuns, 12 raras e uma constante, ao passo que na outra área ocorreram 19 espécies comuns, 10 raras e duas constantes. Entre os fungos obtidos, pelo menos 12 táxons são reportados como fungos oportunistas, 26 associados a doenças de plantas e oito gêneros à problemas alérgicos. O índice de similaridade de Sörensen entre as micotas, correspondendo a 58%, pode ser considerado baixo, e possivelmente é justificado pela poluição aérea, que distingue principalmente as duas áreas estudadas.

Keywords : diversidade; fungos anemófilos; mata atlântica; poluição aérea.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in Englishpdf in English