SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 issue1Time course of virus-like particles (VLPs) double-stranded rna accumulation in toxigenic and non-toxigenic strains of Aspergillus flavusProtection by Lactobacillus acidophilus UFV-H2B20 against experimental oral infection with Salmonella enterica subsp. enterica Ser. Typhimurium in gnotobiotic and conventional mice author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Brazilian Journal of Microbiology

Print version ISSN 1517-8382

Abstract

SCHOENLEIN-CRUSIUS, Iracema H. et al. Fungos anemófilos da região de Cubatão, São Paulo, Brasil. Braz. J. Microbiol. [online]. 2001, vol.32, n.1, pp. 61-65. ISSN 1517-8382.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-83822001000100014.

De março/1993 a março/1995, foram isolados fungos anemófilos no Vale do Rio Moji (afetada pela poluição aérea causada por indústrias de fertilizantes, metalúrgicas, fábricas de cimento e indústrias de produtos químicos, entre outras) e no Vale do Rio Pilões (área menos afetada pela poluição aérea), no município de Cubatão, Estado de São Paulo, Brasil, expondo placas-de-Petri, contendo meio de batata-dextrose-ágar, durante cinco minutos a aproximadamente um metro de altura do solo. Após cinco dias de incubação à 20ºC as colônias de fungos filamentosos foram purificadas e identificadas, resultando na obtenção de 39 táxons, três isolamentos não identificados de Fusarium e algumas culturas não esporulantes. O total de 28 táxons, um isolado não identificado de Fusarium e fungos não esporulantes (71 registros) foram isolados do Vale do Rio Moji e 29 táxons, dois isolados não identificados de Fusarium e fungos não esporulantes (72 registros) foram obtidos no Vale do Rio Pilões. De acordo com a freqüência de ocorrências dos fungos, na área poluída foram encontradas 17 espécies comuns, 12 raras e uma constante, ao passo que na outra área ocorreram 19 espécies comuns, 10 raras e duas constantes. Entre os fungos obtidos, pelo menos 12 táxons são reportados como fungos oportunistas, 26 associados a doenças de plantas e oito gêneros à problemas alérgicos. O índice de similaridade de Sörensen entre as micotas, correspondendo a 58%, pode ser considerado baixo, e possivelmente é justificado pela poluição aérea, que distingue principalmente as duas áreas estudadas.

Keywords : diversidade; fungos anemófilos; mata atlântica; poluição aérea.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English