SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 número4Imunoeletroforese do soro de ratos naturalmente infectados com Mycoplasma pulmonis e bioteristas expostos a biotérios infectadosResistência de Arcobacter butzleri à dessecação índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Microbiology

versão impressa ISSN 1517-8382versão On-line ISSN 1678-4405

Resumo

BARUQUE-RAMOS, Júlia et al. Consumo de nitrogênio durante cultivo descontínuo de Neisseria meningitidis (sorogrupo C) em meio de Frantz. Braz. J. Microbiol. [online]. 2001, vol.32, n.4, pp.305-310. ISSN 1517-8382.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-83822001000400010.

Polissacarídeo capsular, extraído de cultivos microbianos, é o principal antígeno para o preparo da vacina contra a doença causada por Neisseria meningitidis sorogrupo C. O conteúdo final de proteína permitido nessa vacina é de 1%. De modo a encontrar uma relação entre o consumo de nitrogênio, o crescimento microbiano (incluindo a produção de polissacarídeo) e o conteúdo de nitrogênio celular, cultivos foram realizados em um fermentador de 80 L (capacidade total), sob as seguintes condições: meio de Frantz; temperatura de 35ºC; vazão de ar de 5 L/min (0,125 vvm); freqüência de agitação de 120 rpm e pressão da dorna de 6 psi (kLa = 0.07 min-1). Durante os cultivos, foram determinadas as concentrações de biomassa, polissacarídeo, nitrogênio celular, nitrogênio residual orgânico e inorgânico no meio. De cinco fermentações realizadas sob as mesmas condições, encontrou-se uma porcentagem média de nitrogênio celular de 12,6% (p/p) em relação à biomassa seca. O nitrogênio inorgânico do meio não apresentou variação significativa ao longo do tempo de cultivo, enquanto que o consumo de nitrogênio orgânico foi linearmente relacionado com o crescimento da população celular, com fatores de conversão constantes (média de 8,44). A cinética de produção de polissacarídeo acompanhou a de crescimento da cultura celular até o começo da fase estacionária de crescimento e, a partir desse momento até o fim do cultivo, foi observada uma produção suplementar de polissacarídeo, mas sem absorção de nitrogênio pelas células. Assim, os resultados indicaram uma estratégia de produção de polissacarídeo em duas etapas, sendo a primeira crescimento celular seguida da produção de polissacarídeo não-associado ao crescimento microbiano.

Palavras-chave : N. meningitidis; vacina; polissacarídeo; nitrogênio.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons