SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 número2Bactérias e leveduras associadas a amêndoas de cajueiro, de castanha-do-Brasil e à pimenta-do-reino preta e brancaSphenospora kevorkianii, fungo causador de ferrugem (Uredinales: Raveneliaceae) na orquídea Pleurothallis mentigera índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Microbiology

versão impressa ISSN 1517-8382versão On-line ISSN 1678-4405

Resumo

RAPOSEIRAS, Rui et al. Variabilidade de colônias isoladas de estirpes de Rhizobium efetivas na nodulação do feijoeiro, antes de após exposição temperatura elevada. Braz. J. Microbiol. [online]. 2002, vol.33, n.2, pp.149-154. ISSN 1517-8382.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-83822002000200010.

A irregularidade de resposta do feijoeiro à inoculação com rizóbio tem sido atribuída, entre outros fatores, à baixa capacidade competitiva, baixa eficiência em fixar N2 e instabilidade genética do simbionte. Esta instabilidade genética decorrente de frequências elevadas de rearranjos genômicos e/ou deleções plasmidiais pode ser acentuada após exposição a temperaturas elevadas, comprometendo a utilização dessas estirpes como inoculantes, especialmente nos solos tropicais. Nesse estudo, foi avaliada a variabilidade de colônias isoladas derivadas de estirpes efetivas de R. leguminosarum bv. phaseoli (SLP1.3 e BR10.026) e R. tropici (SLA2.2 e BR322), antes e após exposição à temperatura elevada (4 choques térmicos sucessivos a 45ºC). Essa avaliação foi efetuada através da análise de características fenotípicas (medida pela produção de matéria seca das plantas inoculadas) e genotípicas (perfil plasmidial e padrões genômicos via RAPD). Os resultados obtidos indicaram que à temperatura elevada acentuou a variabilidade na performance natural entre as colônias isoladas das estirpes testadas, especialmente da espécie R. leguminosarum bv. phaseoli. Os perfis plasmidiais das colônias derivadas das estirpes de R. tropici antes e após exposição à temperatura elevada apresentaram-se idênticos entre si e em relação a estirpe original. Os padrões genômicos determinados via RAPD mostraram mais alterações e variação genética nas colônias isoladas das estirpes de R. leguminosarum bv. phaseoli, indicando que as estirpes de R. tropici são mais estáveis e foram menos afetadas pela ação da temperatura.

Palavras-chave : Rhizobium tropici; Rhizobium leguminosarum bv. phaseoli; feijoeiro; solos de cerrado; temperatura elevada.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons