SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 número2Triagem da atividade antimicrobiana de produtos naturais utilizando leitor de microplacasLeptospirose em matrizes suínas de abatedouro: investigação sorológica e histopatológica índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Microbiology

versão impressa ISSN 1517-8382versão On-line ISSN 1678-4405

Resumo

FIRMINO, Alexandre A.P. et al. Envolvimento de proteínas G e cAMP na produção de enzimas quitinolíticas por Trichoderma harzianum. Braz. J. Microbiol. [online]. 2002, vol.33, n.2, pp.169-173. ISSN 1517-8382.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-83822002000200015.

O efeito de cAMP e de moduladores de proteínas G sobre a produção de N-acetilglicosaminidase (NAGase) foi investigado durante o crescimento de Trichoderma harzianum em meio contendo quitina. Cafeína (5 mM), dBcAMP (1mM) e IBMX (2 mM) provocaram diminuições na atividade extracelular de NAGase em 80%, 77% e 37%, respectivamente. Por outro lado, a presença de AlCl3/KF nas concentrações de 100 µM/10 mM e 200 µM/ 20 mM causou decréscimo na atividade em 85% e 95%, respectivamente. A toxina do cólera (10 µ/mL) e a toxina pertussis (20 µ/mL) também afetaram a atividade de NAGase, causando um decréscimo de aproximadamente 75%. Análises eletroforéticas mostraram que todos os tratamentos citados causaram diminuição no sinal de bandas correspondendo a polipeptídios de 73 kDa, 68 kDa e 45 kDa, enquanto uma banda de 50 kDa foi intensificada apenas com tratamento com as toxinas do cólera e pertussis. Análises de sequenciamento N-terminal permitiram a identificação das proteínas de 73 kDa e 68 kDa como sendo NAGase de T. harzianum em duas formas diferentemente processadas enquanto a banda de 45 kDa correspondeu a uma endoquitinase de T. harzianum. A proteína de 50 kDa mostrou similaridade de sequência com uma celobiohidrolase de Coriolus vesicolor. Os resultados sugerem que uma via de sinalização composta por proteínas G, adenilato ciclase e cAMP possa estar envolvida na produção de quitinases T. harzianum.

Palavras-chave : Trichoderma; N-acetilglicosaminidase; quitinase; cAMP; proteína G.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons