SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 suppl.1Testes convencionais versus moleculares (Multiplex PCR e PCR gene mecA) na detecção de Staphylococcus aureus resistente a meticilinaInfecção pulmonar crônica por um único clone de Burkholderia cepacia: substituição do morfotipo não mucóide por mucóide índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Microbiology

versão impressa ISSN 1517-8382versão On-line ISSN 1678-4405

Resumo

REGUA-MANGIA, Adriana Hamond et al. Análise genética de amostras de Escherichia coli carreadoras de marcadores da Escherichia coli Enteropatogênica (EPEC), isoladas de crianças na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Braz. J. Microbiol. [online]. 2003, vol.34, suppl.1, pp.38-41. ISSN 1517-8382.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-83822003000500013.

No presente estudo, 47 amostras enteropatogênicas de Escherichia coli, previamente caracterizadas pelo sorotipo, fenótipo de aderência, habilidade de induzir a formação da lesão histopatológica e presença das seqüências genéticas eae, bfp e EAF, foram analisadas de acordo com o perfil de fragmentação do DNA cromossômico pela técnica de eletroforese em campo pulsado (PFGE), as variantes isoenzimáticas através da eletroforese de isoenzimas (MLEE) e a presença de seqüências específicas da região LEE (eae, espA, espB, tir) e respectivos alelos. A amplificação destas seqüências mostrou a presença de 18 padrões genéticos distintos. A tipagem do gene eae revelou que a maior parte das amostras apresentou intimina não-tipável (42%) seguida dos tipos alélicos b (35%), g e a (12% cada). A fragmentação do DNA cromossômico detectou um elevado polimorfismo genético entre as amostras estudadas e não foi observada uma correlação com os marcadores de virulência investigados. Por outro lado, a análise das variantes isoenzimáticas sugeriu uma distribuição clonal específica de variantes genéticas do locus eae, o que nos leva a indicar a sua utilização como um marcador promissor para definir as relações genéticas neste grupo de microrganismos.

Palavras-chave : Escherichia coli enteropatogênica; diversidade genética; marcadores de virulência.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons