SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 suppl.1Regulation of Saccharomyces cerevisiae maltose fermentation by cold temperature and CSF1Architecture and relevance of several strongly adhered biofilms over a polyester imide (PEI) surface author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Brazilian Journal of Microbiology

Print version ISSN 1517-8382

Abstract

TAGLIARI, Cristiane Vanessa et al. Degradação de cafeína por Rhizopus delemar em biorreator de colunas usando casca de café como substrato. Braz. J. Microbiol. [online]. 2003, vol.34, suppl.1, pp. 102-104. ISSN 1517-8382.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-83822003000500035.

Diversos microrganismos incluindo bactérias, fungos e leveduras são capazes de assimilar a cafeína de meios sintéticos ou de resíduos de café. Existem poucos trabalhos sobre a via de degradação da cafeína em fungos filamentosos, principalmente por fermentação no estado sólido (FES). Estudos de degradação da cafeína por fungos filamentosos em FES usando casca de café como substrato vêm sendo realizados. O objetivo deste trabalho foi investigar a via de degradação da cafeína por Rhizopus delemar em biorreator de colunas aeradas e comparar este metabolismo de degradação com o da fermentação em frascos de vidro. As metilxantinas foram quantificadas por análises em HPLC. Os experimentos foram realizados com as condições otimizadas previamente: pH 6,5, 28ºC, 106 espores/g substrato, vazão de ar 60 mL/min e 73% de umidade inicial. Após 90 horas de fermentação, 65% da cafeína foi reduzida, resultando 0,19% de cafeína e 0,014% de teofilina na casca de café. Esta cepa provou ter habilidade para degradar cafeína e teofilina por FES em biorreator de colunas.

Keywords : descafeinação; fermentação; cafeína; teofilina; biorreator; fungos filamentosos.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English