SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 issue2Identification and pathogenicity of Malassezia species isolated from human healthy skin and with maculesMetallo-beta-lactamase producing Pseudomonas aeruginosa strains isolated in hospitals in Recife, PE, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Brazilian Journal of Microbiology

Print version ISSN 1517-8382On-line version ISSN 1678-4405

Abstract

MARASSI, Carla Dray et al. Desenvolvimento de um teste ELISA in-house para diagnóstico de paratuberculose em boninos no Brasil. Braz. J. Microbiol. [online]. 2005, vol.36, n.2, pp.118-122. ISSN 1517-8382.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-83822005000200004.

Paratuberculose (doença de Johne) se caracteriza por uma enterite crônica de ruminantes, causada por Mycobacterium avium subesp. paratuberculosis (Map). O padrão ouro diagnóstico da infecção é a cultura e isolamento do microrganismo a partir de tecidos ou fezes. No entanto, seu crescimento demora de três a cinco meses e a excreção de Map em níveis detectáveis em cultura é irregular e não ocorre durante os primeiros estágios da infecção, o que diminui seus níveis de sensibilidade. No Brasil, existem poucos relatos de seu isolamento. Os testes imunológicos mais comuns para a identificação da infecção são: Fixação de complemento, imunodifusão em gel de agarose e ensaio imunoenzimático do tipo ELISA. No Brasil, kits comerciais ELISA de diagnóstico são importados e seu uso não está ainda aprovado. O objetivo deste estudo é melhorar um ensaio ELISA-PPA in-house previamente desenvolvido (10) e determinar sua sensibilidade e especificidade. Na primeira etapa deste estudo, as alterações do protocolo original contribuíram para diminuir as variações encontradas entre poços na mesma placa e entre placas em experimentos diferentes, o que demonstrou uma maior estabilidade e reprodutibilidade do teste. Na segunda etapa, um painel de 106 amostras de soros foi testado pelo protocolo modificado do ELISA-PPA para estimar seus índices de sensibilidade e especificidade. O ensaio apresentou sensibilidade de 76,9% e especificidade de 70,0%. Nosso estudo demonstrou que este ensaio pode ser recomendado como uma valiosa ferramenta para diagnóstico e controle da paratuberculose no Brasil e em outros países em desenvolvimento.

Keywords : paratuberculose; bovinos; ELISA; sorologia; diagnóstico.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License