SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.37 issue3Optimization of polysaccharides production by bacteria isolated from soilStudies on the stability of protease from Bacillus sp. and its compatibility with commercial detergent author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Brazilian Journal of Microbiology

Print version ISSN 1517-8382On-line version ISSN 1678-4405

Abstract

FREITAS, Paula Mendes de et al. Produção e caracterização parcial de poligalacturonases produzidas pelo fungo termofílico Monascus sp N8 e pelo termotolerante Aspergillus sp N12 em fermentação em estado sólido. Braz. J. Microbiol. [online]. 2006, vol.37, n.3, pp.302-306. ISSN 1517-8382.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-83822006000300019.

A produção de poligalacturonases pelas linhagens fúngicas recentemente isoladas, Monascus sp N8 e Aspergillus sp N12, foi estudada através de fermentação em estado sólido usando como substratos misturas de farelo de trigo, bagaço da cana-de-açúcar e bagaço de laranja. A atividade máxima de exo-Pg produzida por Monascus sp (6,6 U/mL) foi obtida quando o meio de cultivo utilizado continha mistura de farelo de trigo, bagaço da cana-de-açúcar e bagaço de laranja (1:1:1), enquanto que Aspergillus sp produziu maior quantidade da enzima (10 U/mL) em meio de farelo de trigo e bagaço de laranja. A maior produção de exo-Pg foi obtida através de incubação das culturas a 45ºC quando comparadas àquelas incubadas a 50ºC. A produção de endo-poligalacturonase (endo-Pg) pelas duas linhagens não foi afetada pela temperatura de incubação. A atividade de endo-Pg em meio de cultura Monascus sp foi 1.8 U/mL a 45ºC em 72 hs de fermentação e 1,6 U/mL a 50ºC em 120 hs de fermentação nas mesmas condições. Valores semelhantes foram obtidos pelo cultivo de Aspergillus sp com 1.9 U/mL a 45ºC a 1.8 U/mL at 50ºC. As exo-poligalacturonases produzidas por ambas as linhagens mostraram maiores atividades em pH 5,5. Enzimas de Monascus sp foi mais ativa a 60ºC e a de Aspergillus sp, a 50ºC. A exo-Pg produzida por Monascus sp foi estável em valores de pH entre 4,5-6,0, enquanto a de Aspergillus sp foi estável somente em pH 4,0. Ambas as enzimas mostraram-se estáveis por 1 hora a 50ºC, quando incubadas em ausência de substrato.

Keywords : Monascus sp; Aspergillus sp; termofílico; poligalacturonase; fermentação em estado sólido.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License