SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 número3Os métodos de extração de DNA e a qualidade DA Taq polimerase podem melhorar a tipagem molecular de M. tuberculosis por DRE-PCRSurto causado por Streptococcus dysgalactiae subsp equisimilis, em um hospital, no Sul do Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Microbiology

versão impressa ISSN 1517-8382versão On-line ISSN 1678-4405

Resumo

CAMPOS, Angélica Cristine de Almeida et al. Comparação entre o ectodomínio e a região G2 da glicoproteína G para genotipagem de HRSV. Braz. J. Microbiol. [online]. 2007, vol.38, n.3, pp.413-416. ISSN 1517-8382.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-83822007000300005.

O vírus respiratório sincicial humano (HRSV), isolado em 1955, é a principal causa da hospitalização de bebês e crianças pequenas com sintomas de doença respiratória. No mundo inteiro, vários estudos para o desenvolvimento de uma vacina segura e eficiente contra o HRSV têm tido alta prioridade. A região G2 da glicoproteína G é usada como padrão para genotipagem do HRSV. Neste estudo, foi realizada a análise filogenética da glicoproteína G e o estudo comparativo entre a região G2 e o ectodomínio dessa glicoproteína. Cinquenta e três amostras de swab nasal de crianças com menos de cinco anos de idade, apresentando doença respiratória aguda, atendidas no Hospital Universitário (HU) da Universidade de São Paulo durante o ano de 2004, foram submetidas a sequenciamento por PCR e comparadas com seqüências do GenBank. A região G2 mostrou ser adequada para a genotipagem do HRSV.

Palavras-chave : Vírus Respiratório Sincicial Humano; Glicoproteína G; Região G2; Análise Filogenética.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons