SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 issue4Microbiological quality of minimally processed vegetables sold in Porto Alegre, BrazilListeria spp. associated to different levels of autochthonous microbiota in meat, meat products and processing plants author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Brazilian Journal of Microbiology

Print version ISSN 1517-8382

Abstract

RODOLPHO, Daniela  and  MARIN, José Moacir. Isolamento de Escherichia coli Shiga toxigênica em açougues na cidade de Taquaritinga, Estado de São Paulo, Brasil. Braz. J. Microbiol. [online]. 2007, vol.38, n.4, pp. 599-602. ISSN 1517-8382.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-83822007000400004.

Escherichia coli Shiga toxigênica (STEC) tem sido responsabilizada como o agente etiológico de diversas doenças nos seres humanos. Neste estudo foram analisadas amostras provenientes de 23 açougues (carne moída, moedor de carne e mãos de manipuladores) visando o isolamento de cepas de E. coli utilizando os métodos microbiológicos tradicionais. Um total de 287 cepas de E. coli, isoladas destas amostras, foram submetidas a reação em cadeia da polimerase para a detecção dos genes stx 1, stx 2 e eae. Foram identificadas 4 cepas STEC, 2 provenientes de carne moída e 2 provenientes do moedor de carne, todas as cepas apresentando o gene stx 2 e negativas para a presença do gene eae. Todas as cepas de E. coli, incluindo as 4 cepas STEC, foram examinadas para verificar a resistência antimicrobiana. Foram detectados altos níveis de resistência a diferentes agentes antimicrobianos, sendo as resistências mais elevadas para a tetraciclina (76,6%), amoxicilina (64,1%) e cefalotina (58,8%). Estes altos índices de resistência ressaltam a necessidade de uma utilização mais racional destes agentes no gado bovino.

Keywords : Escherichia coli; STEC; stx 2; resistência a antibióticos; carne moída; gado.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English