SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 issue4Construction and characterization of a bovine herpesvirus 5 mutant with a deletion of the gI, gE and US9 genesExtended-spectrum beta-lactamase production among ampicillin-resistant Escherichia coli strains from chicken in Enugu State, Nigeria author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Brazilian Journal of Microbiology

Print version ISSN 1517-8382

Abstract

TOMICH, Renata Graça Pinto et al. Sorodiagnóstico de leptospirose em bovinos do Pantanal brasileiro utilizando ELISA IgG com proteína recombinante LipL32 e soroaglutinação microscópica. Braz. J. Microbiol. [online]. 2007, vol.38, n.4, pp. 674-680. ISSN 1517-8382.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-83822007000400017.

Este estudo foi realizado no Pantanal brasileiro: região que apresenta importante biodiversidade. As condições de clima, hidrologia e geomorfologia dessa região, bem como a existência de grande variedade de espécies animais silvestres, favorecem a manutenção da Leptospira no meio ambiente. O objetivo desse estudo foi avaliar o ELISA IgG com proteína recombinante LipL32 em comparação com a soroaglutinação microscópica (SAM) para o diagnóstico sorológico de Leptospira. Adicionalmente, contribuir para o conhecimento da distribuição da leptospirose bovina, uma das mais importantes zoonoses mundialmente distribuída. Foi avaliada a soropositividade para essa bactéria em rebanhos bovinos de corte da região do Pantanal, uma área onde o bovino constitui não apenas o recurso econômico mais importante, como também a principal atividade econômica compatível com a conservação dos recursos naturais da região. Das 282 amostras de soro bovino analisadas, 143 (50,71%) foram positivas na SAM. O sorovar Hardjo (genótipos Hardjoprajitno e Hardjobovis), Wolffi e Ballum apresentaram freqüências altas de amostras reativas. No IgG ELISA rLipL32, 161 amostras (57,09%) foram positivas, apresentando esse teste uma maior soropositividade em relação à SAM (p<0,001). A Sensibilidade do ELISA em comparação com a SAM foi de 99,30% e a especificidade de 86,33%. O IgG ELISA rLipL32 mostrou ser um teste sensível, específico e de alta acurácia para o diagnóstico de leptospirose bovina.

Keywords : Leptospirose bovina; IgG ELISA rLipL32; SAM.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English