SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número1Análise molecular do gene iap de Listeria monocytogenes isoladas de queijos no Estado do Rio Grande do Sul, BrasilOtimização da produção de bacteriocina por Lactobacillus plantarum AMA-K isolado de Amasi, um produto lácteo fermentado de Zimbabwe, e estudo da adsorção da bacteriocina AMA-K à Listeria innocua, Listeria monocytogenes e Listeria ivanovii subsp. ivanovii índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Microbiology

versão impressa ISSN 1517-8382versão On-line ISSN 1678-4405

Resumo

CONCEICAO, Rita de Cássia dos Santos da et al. Detecção de salmonella sp em cortes de frango usando separação imunomagnética. Braz. J. Microbiol. [online]. 2008, vol.39, n.1, pp.173-177. ISSN 1517-8382.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-83822008000100034.

A separação imunomagnética (IMS) é uma técnica que tem sido associada a diferentes métodos de detecção de Salmonella em alimentos para aumentar a sensibilidade e a especificidade e diminuir o tempo de análise. Neste trabalho é comunicada a obtenção de microesferas magnéticas sensibilizadas com anticorpos anti-Salmonella e seu uso em associação com a metodologia de cultivo convencional para desenvolver um método de detecção de salmonelas em cortes de frango (IMS-plaqueamento). Inicialmente, microesferas cobertas com proteína A foram sensibilizadas com anticorpos policlonais contra lipopolissacarídeo e flagelo de salmonelas e usadas na padronização de um procedimento que captura Salmonella Enteritidis em cultivo puro e faz posterior detecção em ágar seletivo. A seguir, amostras de carne de frango experimentalmente contaminadas com S. Enteritidis foram analisadas imediatamente após a contaminação e após 24h de refrigeração utilizando três protocolos de enriquecimento. O limite de detecção foi cerca de 2x10 UFC/mL. O protocolo que incluiu enriquecimento não-seletivo por 6-8h, enriquecimento seletivo por 16-18h e pós-enriquecimento por 4h foi o que proporcionou melhor resultado na detecção de S. Enteritidis em carne de frango experimentalmente contaminada. Este protocolo foi comparado à metodologia convencional em estudo de detecção de salmonelas em cortes de frango naturalmente contaminados e obteve 100% de sensibilidade e 94% de especificidade. O método desenvolvido foi capaz de diminuir em pelo menos um dia o tempo de detecção de salmonelas em cortes de frango pela metodologia convencional.

Palavras-chave : Salmonella; separação imunomagnética; métodos rápidos.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons