SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 issue2Comparison of three decontamination methods for Mycobacterium bovis isolationSerological markers and risk factors related to hepatitis B virus in dentists in the Central West region of Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Brazilian Journal of Microbiology

Print version ISSN 1517-8382On-line version ISSN 1678-4405

Abstract

QUIROGA, M. et al. Sensibilidade a antibióticos e prevalência de Streptococcus do grupo B em mulheres grávidas em Missiones, Argentina. Braz. J. Microbiol. [online]. 2008, vol.39, n.2, pp.245-250. ISSN 1517-8382.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-83822008000200009.

Esse estudo objetivou determinar os padrões de sensibilidade a antibióticos e as taxas de colonização de Streptococcus do grupo B (GBS) em uma população de mulheres grávidas. Entre janeiro de 2004 e dezembro de 2006, foram obtidos swabs vaginais-retais de 1105 mulheres no Hospital Dr. Ramon Madariaga, em Posadas, Missiones, Argentina. A positividade para GBS nas mulheres grávidas foi 7,6%. Um total de 62 cepas de GBS foi selecionado ao acaso para testes in vitro de sensibilidade a penicilina G, ampicilina, tetraciclina, levofloxacina, gatifloxacina, ciprofloxacina, quinupristina-dalfopristina, linezolida, vancomicina, rifampicina, trimetoprim-sulfametoxazol, nitrofurantoína, gentamicina, clindamicina e eritromicina, e determinação dos fenótipos de resistência. Não foi encontrada resistência à penicilina, ampicilina, quinupristina-dalfopristina, linezolida e vancomicina. Entre as cepas, 96,8%, 98,3%, 46,8% e 29,0% foram sensíveis à rifampicina, nitrofurantoína, trimetoprim-sulfametoxazol e tetraciclina, respectivamente. Para as quinolonas, a ordem de sensibilidade foi: gatifloxacina (98,4%) > levofloxacina (93,8%) > ciprofloxacina (64,5%). A taxa de resistência à eritromicina (9,7%) foi superior a de outros relatos na Argentina. Nenhuma das cepas apresentou alto nível de resistência à gentamicina. Devido a 50% das cepas de GBS terem apresentado MIC para gentamicina igual ou inferior a 8 mg/ml, correspondente à concentração usada em um dos meios seletivos recomendados para GBS, sugeriu-se ao menos em nossa população, o emprego de ácido nalidíxico e colistina em meios seletivos para melhorar a sensibilidade da triagem de culturas para GBS em mulheres grávidas.

Keywords : Streptococcus do grupo B; sensibilidade a antibióticos; prevenção; mulheres grávidas; Argentina.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License