SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 issue2Antibiotic susceptibility patterns and prevalence of group B Streptococcus isolated from pregnant women in Misiones, ArgentinaOccurrence of yeasts, enterococci and other enteric bacteria in subgingival biofilm of HIV-positive patients with chronic gingivitis and necrotizing periodontitis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Brazilian Journal of Microbiology

Print version ISSN 1517-8382On-line version ISSN 1678-4405

Abstract

PAIVA, Enilza Maria Mendonça de; TIPLLE, Anaclara Ferreira Veiga; SILVA, Eliane de Paiva e  and  CARDOSO, Divina das Dores de Paula. Marcadores sorológicos e fatores de risco relacionados ao vírus da hepatite B em dentistas da região Centro Oeste do Brasil. Braz. J. Microbiol. [online]. 2008, vol.39, n.2, pp.251-256. ISSN 1517-8382.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-83822008000200010.

O vírus da hepatite B (VHB) tem sido considerado o agente de maior risco ocupacional para o cirurgião-dentista (CD). A região Centro Oeste do Brasil é considerada de padrão endêmico intermediário para a infecção pelo vírus e não há informações sobre a prevalência do VHB em CD da cidade de Goiânia, Goiás. Este estudo objetivou determinar a soroprevalência da infecção pelo VHB e fatores de risco relacionados em CD de Goiânia comparando com dados da população geral e outros grupos populacionais. Uma amostra randomizada de 680 profissionais participou deste estudo. Após consentimento escrito, todos os CD responderam um questionário com informações sobre fatores de risco. Os marcadores sorológicos da infecção para o VHB foram analisados por meio do teste ELISA tendo sido observado o marcador de infecção viral, anti-HBc, em 41 (6.0%) dentistas, nenhum deles positivo para o HBsAg. Associações significantes com a positividade ao VHB foram observadas em relação a gênero, ao tempo de trabalho e ao uso incompleto de equipamentos de proteção individual (EPI). A soroprevalência ao VHB observada em CD foi inferior ao da população geral, para outros grupos de profissionais de saúde na mesma região e para CD de outras regiões do Brasil. Os resultados deste estudo sugerem impacto positivo da vacinação, considerando a alta adesão pelos CD ao programa de imunização (98,4%). Finalmente, a adoção de todos os EPI pela maioria dos CD assim como às outras medidas de precauções padrão recomendadas para profissionais de saúde pode justificar a menor soroprevalência observada.

Keywords : HBV; Cirurgiões-dentistas; Hepatite B.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License