SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número3Aspectos microbiológicos e histopatológicos da piometria caninaIsolamento e caracterização molecular de um isolado de Ehrlichia canis índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Microbiology

versão impressa ISSN 1517-8382versão On-line ISSN 1678-4405

Resumo

SOTO, Francisco Rafael Martins et al. Comparação de anticorpos aglutinantes e neutralizantes do sorovar hardjo em fêmeas suínas imunizadas com duas bacterinas anti- leptospira comerciais. Braz. J. Microbiol. [online]. 2008, vol.39, n.3, pp.484-488. ISSN 1517-8382.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-83822008000300013.

Foi efetuada a comparação entre a intensidade e duração dos níveis de anticorpos neutralizantes e aglutinantes para o sorovar Hardjo em fêmeas suínas vacinadas com duas bacterinas comerciais anti-leptospirose. Animais caracterizados como não reatores para 24 sorovares de Leptospira sp pelo teste de soroaglutinação microscópica (SAM) e que nunca haviam sido vacinados contra a leptospirose foram divididos em três grupos: grupo A (n=08): recebeu duas doses, em intervalo de 30 dias, de bacterina comercial anti-leptospirose A; grupo B (n=08): recebeu duas doses, em intervalo de 30 dias de bacterina comercial anti-leptospirose B e grupo C (n=08): controle, não vacinado contra a leptospirose. As colheitas de sangue foram efetuadas a cada 30 dias durante seis meses a partir da primeira vacinação. Os soros foram submetidos aos testes da SAM e de inibição do crescimento de leptospiras in vitro (ICL) para avaliar, respectivamente, os níveis de anticorpos aglutinantes e neutralizantes. Foi constatado que os anticorpos neutralizantes persistem por mais tempo que os aglutinantes e que a ausência de anticorpos neutralizantes não corresponde a ausência dos aglutinantes. Os picos de anticorpos aglutinantes foram obtidos pelo menos 30 dias antes dos produzidos pelos neutralizantes. Houve diferença nos níveis de anticorpos neutralizantes induzidos pelas duas bacterinas testadas. O período de indução de anticorpos neutralizantes contra o sorovar Hardjo indica que marrãs devem ser imunizadas com duas doses de bacterina anti-leptospirose aplicadas com 30 dias de intervalo e pelo menos 90 dias antes da primeira cobertura. A manutenção de níveis elevados de anticorpos neutralizantes exige revacinações semestrais.

Palavras-chave : leptospirose; suínos; vacinação; imunidade; bacterinas.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons