SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número3Comparação de anticorpos aglutinantes e neutralizantes do sorovar hardjo em fêmeas suínas imunizadas com duas bacterinas anti- leptospira comerciaisDiferenciação molecular de Escherichia coli aviária por RAPD-PCR índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Microbiology

versão impressa ISSN 1517-8382versão On-line ISSN 1678-4405

Resumo

AGUIAR, Daniel M.; HAGIWARA, Mitika K.  e  LABRUNA, Marcelo B.. Isolamento e caracterização molecular de um isolado de Ehrlichia canis. Braz. J. Microbiol. [online]. 2008, vol.39, n.3, pp.489-493. ISSN 1517-8382.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-83822008000300014.

Foi obtido um isolado de Ehrlichia canis a partir de um cão naturalmente infectado com sinais clínicos de erliquiose, oriundo do município de São Paulo, SP, Brasil. O isolado foi caracterizado molecularmente pela PCR e seqüenciamento de porções dos genes dsb,16S rRNA, e p28. A seqüência parcial dos genes dsb e 16Sr RNA apresentaram-se idênticas a três e cinco seqüências respectivamente, de E. canis provenientes de diferentes países e continentes (América do Norte, África, Ásia e Europa). Contrariamente, a seqüência parcial do gene p28 do isolado São Paulo diferiu em um nucleotídeo do isolado Jake (EUA) e dois nucleotídeos dos isolados Oklahoma (EUA) e VHE (Venezuelan Human Ehrlichia Venezuela). Atualmente, a E. canis é a única espécie de Ehrlichia que acomete cães no Brasil.

Palavras-chave : Ehrlichia canis; Cão; Caracterização molecular; Erliquiose.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons