SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 issue2Combined application of origanum vulgare l. essential oil and acetic acid for controlling the growth of staphylococcus aureus in foodsIn vitro establishment and propagation of a Brazilian strain ofAnaplasma marginale with appendage in IDE8 (Ixodes scapularis) cells author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Brazilian Journal of Microbiology

Print version ISSN 1517-8382

Abstract

ABDALLAH, Fethi Ben et al. Ensaios de adesão e produção de muco por Vibrio alginolyticus e Vibrio parahaemolyticus. Braz. J. Microbiol. [online]. 2009, vol.40, n.2, pp. 394-398. ISSN 1517-8382.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-83822009000200033.

Neste estudo, investigou-se a produção de muco por cepas de Vibrio alginolyticus e Vibrio parahaemolyticus através do teste em placa de ágar com vermelho congo. Estudou-se também a capacidade de adesão à superfícies abióticas e células Vero. Os resultados indicaram que somente V. alginolyticus ATCC 17749produziu muco, formando colônias quase negras nas placas de ágar com vermelho congo. O teste de adesão a tubos de vidro indicou que as cepas de V. alginolyticus foram mais aderentes do que as de V. parahaemolyticus. Somente V. alginolyticus ATCC 17749 foi capaz de formar biofilme nos poços das microplacas de poliestireno (OD570=0,532). Testes de adesão a células Vero mostraram que nenhuma das cepas apresentou adesão em 30 min, mas todas aderiram após 60 min. A porcentagem de adesão variou de 1,23% a 4,66%.

Keywords : Vibrio; produção de muco; adesão; superfície abiótica; células Vero.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English