SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.5 issue5Importance of nutritional evaluation for diet control in a team of junior soccer players author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

MAHSEREDJIAN, Fabio; BARROS NETO, Turíbio Leite de  and  TEBEXRENI, Antonio Sérgio. Estudo comparativo de métodos para a predição do consumo máximo de oxigênio e limiar anaeróbio em atletas. Rev Bras Med Esporte [online]. 1999, vol.5, n.5, pp.167-172. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86921999000500002.

A aplicação de uma bateria de testes de avaliação da aptidão física em laboratório envolve uma série de equipamentos sofisticados, principalmente quando o objetivo é a determinação da potência aeróbia (consumo máximo de oxigênio e limiar anaeróbio). Os equipamentos para obtenção desses índices são de alto custo financeiro e requerem profissionais com bom conhecimento, técnico e científico, para seu manuseio, além da impossibilidade de sua utilização para aplicar testes em grande escala. A análise da distância percorrida para determinado tempo ou, ainda, o tempo gasto para percorrer uma metragem prefixada, têm sido muito utilizados com o objetivo de estimar, ou refletir, a aptidão aeróbia, tanto em crianças como em adultos. A proposta deste estudo foi a de analisar a correlação entre os valores de consumo máximo de oxigênio (VO2 máx) obtidos num teste de campo, no caso o teste de Cooper (TC), com os determinados através de método direto, em laboratório, além da tentativa de validar este teste de campo e outro, denominado teste de 4.000 metros, na predição do limiar anaeróbio (LA). Foram avaliados 63 jogadores de futebol de campo, com idade variando entre 15 e 20 anos; todos os atletas foram submetidos a três testes, sendo o primeiro realizado em laboratório e os dois subseqüentes em pista de atletismo, no prazo máximo de sete dias. No primeiro teste, realizado em esteira rolante, determinou-se o VO2 máx e o limiar anaeróbio ventilatório (LAV), com o uso de um sistema metabólico computadorizado; nos testes subseqüentes, realizados em campo, seguiu-se, respectivamente, o protocolo preconizado por Cooper (TC) e uma corrida de 4.000 metros, em que se determinou o tempo gasto para o percurso determinado. Foi calculado o coeficiente de correlação linear de Pearson (r) e obtiveram-se como resultados: • A velocidade do LA mostrou correlação direta significante (r = 0,60 para p < 0,05) com a velocidade média no TC; • A velocidade do LA mostrou correlação direta significante (r = 0,74 para p < 0,05) com a velocidade média no T 4.000; • O VO2 máx determinado pelo método direto não mostrou correlação significante com o VO2 máx determinado através do TC (r = 0,23 para p < 0,05). Os resultados sugerem a imprecisão do teste de Cooper na predição do VO2 máx para essa população e a possibilidade da utilização de testes de campo, por exemplo, os realizados no presente estudo, para a predição do limiar anaeróbio. O teste de 4.000 metros apresentou maior precisão do que o teste de Cooper no intuito de predizer a velocidade do limiar anaeróbio.

Keywords : Testes de campo; Consumo máximo de oxigênio; Limiar anaeróbio; Predição.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License