SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.8 issue6Effects of high intensity physical training on the leukocytes of diabetic ratsAnabolic steroids in sports author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

RASO, Vagner. A adiposidade corporal e a idade prejudicam a capacidade funcional para realizar as atividades da vida diária de mulheres acima de 47 anos. Rev Bras Med Esporte [online]. 2002, vol.8, n.6, pp. 225-234. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922002000600004.

Este estudo teve como objetivo verificar o efeito da idade, peso, altura, índice de massa corporal e adiposidade corporal na capacidade funcional de mulheres acima de 47 anos para realizar as atividades da vida diária. Para tanto, a amostra foi constituída por 129 mulheres na faixa etária de 47 a 77 anos de idade. A adiposidade total (Adp T) foi considerada por meio do somatório das dobras cutâneas bíceps (BI), tríceps (TRI), subescapular (SB), axilar média (AM), supra-ilíaca (SI), abdominal (ABD), coxa anterior (CA) e panturrilha medial (PM). A adiposidade central (Adp C) representou o somatório de SB, AM, SI e ABD, e a adiposidade periférica (Adp P), o somatório de BI, TRI, CA e PM. A capacidade funcional para realizar as atividades da vida diária foi predita mediante os testes: velocidade para se levantar de uma posição sentada (VLPS) e para se levantar de uma posição deitada (VLPD), velocidade para calçar e amarrar o tênis (VCAT) e velocidade para subir escada (VSE). Foi calculado o quartil (Q) para todas as variáveis independentes (idade, peso, altura, índice de massa corporal e adiposidade corporal [total, central e periférica]). A análise estatística utilizada foi a ANOVA one way e os coeficientes de correlação linear de Pearson e Spearman rank-order. As diferenças estatisticamente significativas ocorreram principalmente entre os quartis das extremidades (Q1 x Q4) para VLPS e VLPD (exceção para peso e IMC), enquanto para VSE foi entre Q2 x Q4 (idade). As variáveis independentes exerceram efeito nulo sobre VCAT. A magnitude de variação percentual ocorreu entre a amplitude de 14,1% (idade [VLPD: Q3 x Q4]) e 36,1% (Adp T [VLPS: Q2 x Q4]). Em ordem, as variáveis independentes que exerceram maior repercussão negativa sobre a performance nos testes de capacidade funcional (VLPS, VLPD, VSE) para realizar as atividades da vida diária foram Adp C, idade, Adp T, Adp P, IMC e peso.

Keywords : Adiposidade corporal; Capacidade funcional; Composição corporal.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese