SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 issue6Eating behavior and body image in athletesIntramuscular lactic acid assessment through Raman spectrography: new perspectives in sports medicine author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692On-line version ISSN 1806-9940

Abstract

MATSUDO, Sandra Mahecha; MATSUDO, Victor K.R.; BARROS NETO, Turíbio Leite de  and  ARAUJO, Timóteo Leandro de. Evolução do perfil neuromotor e capacidade funcional de mulheres fisicamente ativas de acordo com a idade cronológica. Rev Bras Med Esporte [online]. 2003, vol.9, n.6, pp.365-376. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922003000600003.

FUNDAMENTOS E OBJETIVO: Poucos estudos longitudinais têm sido feitos em mulheres fisicamente ativas para determinar o impacto do envelhecimento na aptidão física e capacidade funcional. O objetivo deste estudo foi comparar a evolução do perfil neuromotor e capacidade funcional de mulheres ativas no período de um ano, de acordo com a idade cronológica. MÉTODOS: A amostra foi composta por 117 mulheres de 50 a 79 anos de idade (: 65 ± 6,6 anos) participantes de um programa de exercícios aeróbicos, duas vezes por semana, 50 minutos por sessão durante 5,4 ± 3,0 anos e divididas pela idade em: 50-59 (n: 23); 60-69 (n: 60); 70-79 (n: 34). Os testes neuromotores e de mobilidade incluíram: força muscular dos membros inferiores e superiores, agilidade, flexibilidade do tronco, velocidade de levantar-se da cadeira, equilíbrio estático, velocidade normal de andar e velocidade máxima de andar. Os resultados iniciais e nas duas avaliações seguintes, feitas a intervalos de seis meses, foram comparados usando ANOVA two way, com post-hoc Bonferroni. RESULTADOS: Em um ano não houve nenhuma alteração no desempenho neuromotor; já a velocidade de levantar da cadeira e a velocidade de andar evidenciaram diferenças significativas nos grupos de 50-59 e 60-69 anos, apresentando resultados 10-20% melhores; quanto à velocidade máxima de andar, houve melhora (8%) nos grupos de 60 a 79 anos. CONCLUSÃO: A evolução da aptidão física e capacidade funcional teve comportamento similar, em mulheres fisicamente ativas, independentemente da idade cronológica. Essa evolução fortalece a hipótese de um efeito favorável da atividade física regular na promoção da saúde, estratégia fundamental do envelhecimento saudável.

Keywords : Envelhecimento; Variáveis neuromotoras; Atividade física; Capacidade funcional; Estudo longitudinal.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · English ( pdf epdf ) | Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License