SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 issue5Effect of physical activity associated with nutritional orientation for obese adolescents: comparison between aerobic and anaerobic exercise author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

LIMA, Elessandro Váguino de; TORTOZA, Charli; ROSA, Luiz Carlos Laureano da  and  LOPES-MARTINS, Rodrigo Alvaro Brandão. Estudo da correlação entre a velocidade de reação motora e o lactato sanguíneo, em diferentes tempos de luta no judô. Rev Bras Med Esporte [online]. 2004, vol.10, n.5, pp. 339-343. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922004000500001.

A velocidade de reação motora humana ou tempo de reação (TR) é uma capacidade física importante para judocas, sendo observada na reação aos ataques ou pegadas do adversário, a fim de realizar um contragolpe ou uma esquiva. Durante uma luta de alta intensidade, há um aumento considerável na concentração de lactato sanguíneo (LS), relacionado à fadiga muscular, podendo interferir na capacidade de reação do atleta. Fisiologicamente, a fadiga pode ocorrer em diferentes níveis, desde a percepção do sinal externo, até a contração muscular. O objetivo deste trabalho foi de verificar a influência das concentração do LS, após estímulo de luta (Randori) de 1min e 30s, 3min e 5min, no TR em atletas de judô de alto nível. Foram analisados 11 indivíduos masculinos, competidores, saudáveis, com idade média de 23,4 anos ± 2 anos. Para o registro do TR simples foi utilizado o sistema Cybex Reactor. Para os registros do LS foi utilizado um lactímetro Accusport®, com fitas Boehringer Mannheim®. A análise da variância (Kruskal-Wallis) mostrou diferença significativa entre o LS antes e após a luta (p < 0,05) e na comparação do número de erros (NE) em repouso, imediatamente após as lutas e após 3min do final (p < 0,05), demonstrando a correlação significativa entre estas variáveis (p < 0,05; r = 0,9341). Entretanto, não houve diferença significativa entre os registros de TR pré e pós-lutas (p > 0,05). Conclui-se que a concentração de LS não influencia a capacidade dos atletas de reagir rapidamente ao estímulo visual, mas faz com que haja uma diminuição na eficiência na tarefa de TR, provavelmente devido a diminuição na capacidade de concentração dos atletas de judô após condição fatigante de luta.

Keywords : Ácido láctico; Fadiga muscular; Tempo de reação simples.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese