SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 número2Comparação de características da personalidade entre atletas brasileiros de alto rendimento e indivíduos não-atletasUtilização do intercepto-y na avaliação da aptidão anaeróbia e predição da performance de nadadores treinados índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Medicina do Esporte

versão impressa ISSN 1517-8692versão On-line ISSN 1806-9940

Resumo

CIABATTARI, Olimpia; DAL PAI, Alexandre  e  DAL PAI, Vitalino. Efeito da natação associado a diferentes dietas sobre o músculo tibial anterior do rato: estudo morfológico e histoquímico. Rev Bras Med Esporte [online]. 2005, vol.11, n.2, pp.121-125. ISSN 1806-9940.  https://doi.org/10.1590/S1517-86922005000200005.

O objetivo deste estudo foi investigar o efeito da associação de diferentes freqüências de programas de natação e dietas nas características do músculo tibial anterior. Foram utilizados 24 ratos machos Wistar. Estes foram aleatoriamente divididos em três grupos: não treinados (controle), grupo treinado (2x/sem) e grupo treinado (5x/sem). Cada grupo foi dividido em dois grupos, os quais receberam uma das dietas: normal ou hipercalórica. Depois do período de treinamento, amostras do músculo foram coletadas e congeladas a -70ºC. Cortes histológicos (8µm) obtidos em um micrótomo criostato (-20º) foram submetidos aos métodos HE e NADH-TR, m-ATPase (pH 4,4) e Sudan Black. A morfologia e o grau de hipertrofia foram avaliados usando o método do menor diâmetro. Os dados foram submetidos ao teste de variância (ANOVA-one way). As fibras musculares foram classificadas como SO, FOG e FG, apresentando um padrão de distribuição em mosaico em todos os grupos. As fibras musculares revelaram leve hipertrofia em todos os grupos. Os pesos inicial e final foram significativamente diferentes nos grupos treinados. Nos grupos treinados, especialmente no grupo de 5x/sem, as fibras musculares revelaram hipertrofia e splitting com alguns mionúcleos internos. Algumas fibras revelaram-se atrofiadas e esta observação sugeriu desnervação. O metabolismo oxidativo foi mais intenso nas fibras SO e FOG; não houve alterações na habilidade contrátil do músculo e o teor de lipídios foi intenso nas fibras SO, moderado nas FOG e fraco nas FG. O presente estudo, com este protocolo, treinamento de 2x/sem e 5x/sem, causou diferentes tipos de lesões morfológicas nas fibras. A dieta hipercalórica não causou resultados estatisticamente significantes em comparação com a dieta normal.

Palavras-chave : Músculo tibial anterior; Natação; Dietas normal e hipercalórica.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons