SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 número2Efeito da natação associado a diferentes dietas sobre o músculo tibial anterior do rato: estudo morfológico e histoquímicoSuplementação de creatina anula o efeito adverso do exercício de endurance sobre o subseqüente desempenho de força índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Medicina do Esporte

versão impressa ISSN 1517-8692versão On-line ISSN 1806-9940

Resumo

PAPOTI, Marcelo et al. Utilização do intercepto-y na avaliação da aptidão anaeróbia e predição da performance de nadadores treinados. Rev Bras Med Esporte [online]. 2005, vol.11, n.2, pp.126-130. ISSN 1517-8692.  https://doi.org/10.1590/S1517-86922005000200006.

O objetivo desse estudo foi verificar a utilização do intercepto-y na avaliação da aptidão anaeróbia e predição da performance de nadadores treinados. Foram participantes do estudo 14 nadadores com idade entre 15 e 18 anos. Os atletas realizaram o teste de nado atado, performance máxima e velocidade crítica (VC) para determinação da capacidade de nado anaeróbio (CTA), todos em nado crawl em um período de três dias. 1) O teste de nado atado consistiu em realizar esforço máximo durante 30 segundos amarrado a um aparato de medição com células de carga para mensuração da força pico (Fpic), aptidão anaeróbia (APANA) e concentração de lactato pico ([la-]pic) conforme Papoti et al. (11); 2) Os participantes realizaram também performances máximas nas distâncias de 100, 200, 300, 400 e 600 m, com intervalo mínimo de duas horas entre cada nado; 3) E o teste de VC foi aplicado para determinação da CTA utilizando todas as combinações possíveis dos resultados das performances máximas, através do modelo de regressão linear entre distância versus tempo. Foi encontrada média de 25,07± 4,22 m nas 16 combinações de CTAs encontradas e coeficiente de regressão linear variando entre 0,99 e 1,00 e erro de coeficiente linear de 19,30± 5,9%. Não foram encontradas correlações significativas entre as CTAs e performances máximas, Fpic (227,81± 63,02 N), APANA (86,55± 13,05 N) e [la-]pic (6,80± 1,03 mM). Contudo, foram encontradas correlações significativas entre a APANA e as performances máximas. Desse modo, é possível concluir que a CTA representada pelo intercepto-y da relação distância versus tempo de nado, parece não ser um bom parâmetro na avaliação da aptidão anaeróbia e predição de performances entre 100 m e 600 m nado crawl.

Palavras-chave : Capacidade de nado anaeróbio; Aptidão anaeróbia; Nado atado; Velocidade crítica; Natação.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons