SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 issue2Manipulation of exercise order and its influence on the number of repetitions and effort subjective perception in trained women author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

GUEDES, Dartagnan Pinto; LOPES, Cynthia Correa  and  GUEDES, Joana Elisabete Ribeiro Pinto. Reprodutibilidade e validade do Questionário Internacional de Atividade Física em adolescentes. Rev Bras Med Esporte [online]. 2005, vol.11, n.2, pp. 151-158. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922005000200011.

O Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ) foi originalmente desenvolvido com finalidade de estimar o nível de prática habitual de atividade física de populações de diferentes países. O objetivo deste estudo foi analisar a reprodutibilidade e a validade do IPAQ versão curta em adolescentes. A amostra foi constituída por 161 adolescentes (92 moças e 69 rapazes) com idade entre 12 e 18 anos. A reprodutibilidade foi obtida por intermédio de réplicas de aplicação do questionário, com intervalo de duas semanas, envolvendo coeficiente de correlação de Spearman (Rs) e técnica de Bland e Altman (B-A). A validade foi analisada mediante comparações entre o tempo despendido em atividades do cotidiano relatadas pelos adolescentes mediante o IPAQ e por instrumento retrospectivo de auto-recordação das atividades diárias (R-24h). Para tanto, utilizou-se do Rs e da proporção de concordância Kappa. Os resultados revelaram Rs significativos em linguagem estatística entre 0,49 e 0,70 nas moças e entre 0,56 e 0,83 nos rapazes. Embora esses valores sejam semelhantes aos encontrados em outros estudos, mediante a técnica de B-A verifica-se limitada capacidade de concordância entre réplicas de aplicação do questionário. Quanto à validade, o tempo despendido nos indicadores de atividade física mediante a aplicação do IPAQ foi modestamente correlacionado com as informações provenientes do R-24h (entre 0,09 e 0,51). Entretanto, quando da análise do tempo despendido em atividades que envolvem intensidades moderada e vigorosa, os indicadores de validação aumentaram consideravelmente, sobretudo entre os rapazes com mais idade. Como conclusão, os resultados do estudo mostram que, em adolescentes de ambos os sexos com mais de 14 anos, o IPAQ apresenta aceitáveis propriedades de medida para monitorar níveis habituais de atividade física. Em adolescentes mais jovens (< 14 anos), os achados indicam que o uso do IPAQ versão curta apresenta algumas limitações.

Keywords : Mensuração; Precisão; Exatidão; IPAQ.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese